quinta-feira, 30 de abril de 2009

PROCURA-SE O CULPADO (Para ler e meditar)

QUEM É O CULPADO?

É, por demais preocupante, o crescimento insustentável da violência nas escolas, principalmente nas escolas públicas, onde os professores se tornaram alvos dos delinqüentes travestidos de alunos. Nelas, o índice de agressões é bem maior que nas escolas particulares.

Lembro com muitas saudades os meus tempos de estudante, quando os professores eram peças importantes e indispensáveis para a formação de grandes cidadãos. Era a época em que a disciplina colocava o aluno na posição de verdadeiro discípulo, tendo no professor um transformador de mentalidades.

Recordo um fato que deveria ser um exemplo para os dias atuais: Meu colega Mailton escreveu as iniciais do nome dele na carteira. De imediato, o pai dele foi chamado à Diretoria para tomar conhecimento do fato. Resultado: o Mailton só retornou às aulas depois que o pai dele mandou limpar a “sujeira” provocada pelo filho que, para cumprir a disciplina, foi suspenso das aulas por três dias. Era assim que funcionavam as escolas nos tempos da VERGONHA.

Hoje, vejo estarrecido, centenas de carteiras destruídas acumuladas nos pátios das escolas, resultado do vandalismo de alunos indisciplinados, sem que nenhuma providência seja tomada para coibir este tipo de rebeldia, que culmina com prejuízos incalculáveis para os poderes públicos e para a própria população brasileira, que paga altos impostos para manter o Estado.

Se perguntarmos DE QUEM É A CULPA, ficaremos diante de uma situação constrangedora, uma vez que o problema é jogado de mãos em mãos, como se tudo isso se resumisse num jogo de basquete. Os nossos governantes e até o próprio Poder Judiciário ficam de mãos atadas e amordaçados pelas leis criadas e promulgadas por alguns políticos irresponsáveis que, indiferentes às necessidades coletivas, legislam em benefício próprio, colocando as sociedades num verdadeiro caos.

Em Brasília, a capital da República, um professor de História foi espancado, chutado e pisoteado covardemente por um ex-aluno e um amigo deste. Entrevistado, o professor Valério dos Santos, a vítima, disse: “Quanto mais violência, quanto mais sangue, maior é o estado de êxtase nas escolas”. E prosseguiu o professor: “Será que vale a pena eu continuar nessa profissão? A vontade que eu tenho é não mais pisar naquela escola e em nenhuma escola mais!”.

Mas o que mais chamou a minha atenção foi o desabafo do professor Valério, colocando em evidência uma realidade que muitos desconhecem, inclusive os Sindicatos, que deveriam primar pela segurança dos professores. “Eu não quero mais lidar com um público que não quer crescer, que não quer estudar!”.

Somente no ano de 2007, foram registradas no Distrito Federal 200 ocorrência policiais contra professores nas escolas públicas. Uma aluna de 13 anos de idade disparou três tiros para amedrontar uma professora. O fato ocorreu no interior de uma escola pública em Brasília. Em seu depoimento, a professora repetiu as palavras da aluna agressora: “Eu vim aqui para matar um!”.

E vocês acham que tudo isso é pouco?!?! Que nada!!! Veja o que disse a professora Rosilene Corrêa, Diretora do Sindicato dos Professores do Distrito Federal: “Eu dou aula com as janelas fechadas, porque eu tenho medo de alguma bala ou que um aluno jogue alguma coisa dentro da sala!”. É o professor sendo prisioneiro em seu próprio ambiente de trabalho. E vejam quem foi a vítima agora!

Em São Paulo, as coisas não são diferentes. Um professor que não quis ser identificado, temendo as represálias dos alunos, inocentes e intocáveis adolescentes, fez o seguinte desabafo: “Criou-se agora a proibição ‘não fume nas escolas’. Vá você falar! Eles jogam fumaça na sua cara! O que está acontecendo é um desânimo geral dos professores!”.

Em Cacoal, Rondônia, alunos criaram uma “Comunidade” na Internet e prometeram furar os pneus do carro de um professor. Ameaçaram ainda colocar açúcar no tanque e quebrar todos os vidros do veículo. O professor de Matemática, Juliomar Penna, diante do fato afirmou: “Me senti um zero à esquerda. Me senti um nada!”.

Mas o mais revoltante foi a desculpa do pai em defesa da filha rebelde: “Quando o fato ocorreu há dois anos atrás, a minha menina tinha 13 anos de idade. Foi um ato inconseqüente, mas não com o propósito de denigrir o professor!”. O desabafo do professor não coincide com o pensamento do senhor Cícero Bordoni da Silva, pai da menininha “inocente”. Mas a escola não se omitiu diante do fato. Um ano e meio depois demitiu o professor. Justificativa: “Não precisamos mais dos seus serviços!”. Brincadeira??? Não!!! Foi verdade mesmo!

Por atos de indisciplina na escola, alunos foram expulsos (deve ter sido um caso gravíssimo) e seus pais obrigados, pela Justiça, a pagarem uma multa de 15 mil reais ao professor. Agora vejam o que disse a mãe de um dos indiciados: “Eu acho injusto. Os pais são trabalhadores como qualquer um e a pena é alta, porque nós pagamos a escola e as despesas dos meninos!”. A senhora Rosovita Korte Scopel tem o direito de dizer o que bem quiser. Agora, não é justo chamar esses elementos de meninos, o que os coloca na condição de inocentes.

Por mais incrível que pareça, ainda existem professores que se acomodam diante desta trágica realidade, cruzando os braços como se nada tivessem com a situação. São os chamados masoquistas que, satisfeitos com tudo, chegam ao absurdo pensamento de que o dinheiro está acima de tudo, inclusive de sua própria integridade moral e física.

Para vocês, que devem estar estarrecidos com as verdades aqui expostas, quem é o culpado?

Vejo com muita preocupação a posição dos Sindicatos dos Professores que, na tentativa de desviar a atenção da população e, principalmente dos professores, promovem movimentos grevistas, fingindo uma preocupação com o futuro dos docentes. Na verdade, o que vemos são greves político-partidárias, afastando os professores das salas de aula, prejudicando os poucos alunos que querem estudar e colocando em xeque-mate o nosso Sistema Educacional, que já se encontra às portas da falência.

Enquanto não houver uma ampla e radical reforma no Estatuto do Menor e do Adolescente, nós, os verdadeiros cidadãos honrados, permaneceremos frágeis diante dos menores delinqüentes, bandidos e assassinos, que agem à vontade, sem que nada lhes impeça de investir contra tudo e contra todos. O problema não é a pobreza, como muitos chegam a afirmar, mas da maneira como as famílias se comportam dentro da sociedade a que pertencem. A educação não depende de status, mas da personalidade de cada um.

A transferência de responsabilidades já se tornou comum em nosso meio. “A culpa é da sociedade!”, dizem os psicólogos, os sociólogos, os psicanalistas e outros mais. Na verdade, o que eles querem dizer é que esses “menininhos” que assaltam à mão armada são apenas vítimas da nossa indiferença. Se damos escolas, professores, merenda e até dinheiro para vê-los futuros cidadãos, o que querem mais de nós? Mesmo assim ainda somos culpados? Pergunta-se: culpados de que?

Talvez sejamos culpados porque não saímos às ruas com faixas, bandeiras e cartazes exigindo do Congresso Nacional uma urgente reforma no Código Penal e no Código Civil. Talvez sejamos culpados porque não saímos às ruas protestando contra a medíocre ação dos Direitos Humanos, que se manifesta em favor dos bandidos, em detrimento da segurança dos verdadeiros cidadãos. Talvez sejamos culpados pela nossa covardia diante das ações de determinados políticos, que nada fazem para combater os tráficos de drogas e de armas, que alimentam a violência no país. Neste caso, todos somos culpados, inclusive aqueles que dizem que a culpa está na sociedade.

Aqueles que representam este organismo cognominado Direitos Humanos, devem se conscientizar da diferença entre ser humano e ser desumano. Humanos são aqueles que trabalham, que têm uma família, que têm um lar, que têm uma residência fixa. Humanos somos nós, os cidadãos de bem. Os que assaltam, seqüestram, estupram, cometem crimes contra os seus semelhantes, esses são desumanos.

A Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, aprovada pela Assembléia Constituinte da França, em 26 de agosto de 1789, era composta por apenas 17 artigos. Três palavras davam ênfase a esta carta de princípios jurídicos e políticos: Liberdade, Igualdade e Fraternidade. Mas precisamos ter muito cuidado quando nos deparamos com palavras como homem e cidadão, substantivos que nos colocam diante daqueles que praticam o bem, respeitam os direitos alheios e preservam os patrimônios públicos com dignidade e honradez. Bandidos estão fora deste contexto.

E agora! Já chegaram a alguma conclusão? Finalmente, quem é o culpado?

(Adalberto Claudino Pereira)

quarta-feira, 29 de abril de 2009

EMBAIXADAS - COMO ENTRAR EM CONTATO!

ENDEREÇOS DE EMBAIXADAS NO BRASIL

Em Brasília, capital da República, encontram-se as 96 Embaixadas estrangeiras, sendo 33 no SES (Setor de Embaixadas Sul), 46 no SHIS (Setor de Habitações Individuais Sul), 11 no SEM (Setor de Embaixadas Norte) e o restante em outros locais.

Para as pessoas interessadas em alguma Embaixada do seu país preferido, aqui vão os endereços dessas representações internacionais:

01 – ÁFRICA DO SUL (República): Setor de Embaixadas Sul – Av. das Nações – Quadra 801 – Lote 06 Asa Sul – Telefone: 3312-9500 – Fax: 3322-8491 – E-mail: saemb@solar.com.br

02 – ALEMANHA (República): Setor de Embaixadas Sul – Av. das Nações – Quadra 807 – Lote 25 – Asa Sul – Telefone: 3443-7330 – Fax: 3443-7508 – E-mail: embaixadaalemanha@cd/grav.com.br

03 – ANGOLA (República): Setor de Habitações Individuais Sul:QI 7 – Conjunto 11 – Casa 9 – Lago Sul – Telefones: 3248-4489/3248-2915/3364-3089 – Fax: 3248-1567 – E-mail: emb.angola@tecnoling.com.br

04 – ARÁBIA SAUDITA (Monarquia): Setor de Habitações Individuais Sul – QI 18 – Conjunto 9 – Casa 20 – Lago Sul – Telefones: 3248-3523/3248-3525 – Fax: 3248-2905 – (sem endereço eletrônico).

05 – ARGÉLIA (República Democrática Popular): Setor de Habitações Individuais Sul – QI 9 – Conjunto 13 - Casa 1 – Asa Sul – Telefones: 3248-4939/3248-1949 – Fax: 3248-4691 – (sem endereço eletrônico).

06 – ARGENTINA (República): Setor de Habitações Individuais Sul – QI 2 – Conjunto 1 – Casa 19 – Asa Sul – Telefone: 3364-7600 – Fax: 3364-7666 – Internet www.embarg.org.br – E-mail: embarg@linkexpress.com.br

07 – AUSTRÁLIA (Estado Independente): Setor de Embaixadas Sul – Av. das Nações – Quadra 811 – Conjunto K – Lote 07 – Asa Sul – Telefones: 3223-7772/3226-3111 – Fax: 3226-1112 – Internet www.embaixada.austrália.org.br – E-mail: austrlemb@zaz.com.br

08 – ÁUSTRIA (República): Setor de Embaixadas Sul – Av. das Nações – Quadra 811 - Lote 40 – Asa Sul – Telefone: 3443-3111 – Fax: 3443-5233 – E-mail: emb.austri@zaz.com.br

09 – BANGLADESH (República Popular): Setor de Habitações Individuais Sul – QI 7 – Conjunto 3 – Casa 4 - Lago Sul –Telefone: 3248-4830 – Fax: 3248-4609 – E-mail: bdoof.br@nutecnet.com.br

10 – BÉLGICA (Monarquia): Setor de Embaixadas Sul – Av. das Nações – Quadra 809 – Lote 32 – Lago Sul –Telefones: 3443-1056/3443-1133/3443-1436 – Fax: 3443-01219 – E-mail: brasília@diplobel.org

11 – BOLÍVIA (República): Setor de Habitações Individuais Sul – QI 19 – Conjunto 13 - Casa 19 – Lago Sul – Telefone: 3366-3432 – Fax: 3366-3136 – E-mail: embol@uol.com.br

12 – BULGÁRIA (República): Setor de Embaixadas Norte – Av. das Nações – Lote B – Asa Norte – Telefones: 3223-6193/3223-5193 – Fax: 3323-3285 – E-mail: bulgari@abordo.com.br

13 – CANADÁ (Estado Federado): Setor de Embaixadas Sul – Av. das Nações – Quadra 803 – Lote 16 – Asa Sul – Telefone: 3321-2171 – Fax: 3321-4529 – Internet: www.canada.org.br – E-mail: brsa@dfait.maeci.gc.ca

14 – CHILE (República): Setor de Embaixadas Sul – Av. das Nações – Quadra 803 - Lote 11 – Asa Sul – Telefone: 3322-5151 – Fax: 3322-2966 – E-mail: embchile@terra.com.br

15 – CHINA (República Popular): Setor de Embaixadas Sul – Av. das Nações – Quadra 813 – Lote 51 – Asa Sul – Telefone: 3346-1880 – Fax: 3346-3299 (sem endereço eletrônico).

16 – COLÔMBIA (República): Setor de Embaixadas Sul – Av. das Nações – Quadra 803 – Lote 10 – Asa Sul – Telefones: 3226-8997/3226-8902 – Fax: 3224-4732 – E-mail: embjcol@terra.com.br

17 – CORÉIA DO SUL (República): Setor de Embaixadas Norte – Av. das Nações – Lote 14 – Asa Norte – Telefones: 3321-2500/3321-2503 – Fax: 3321-2508 – E-mail: ebcoreia@zaz.com.br

18 – COSTA DO MARFIM (República): Setor de Embaixadas Norte – Av. das Nações – Lote 9 – Asa Norte – Telefones: 3321-4656/3321-7320 – Fax: 3321-1306 – E-mail: embcostamarfim@sagres.com.br

19 – COSTA RICA (República): Setor de Rádio e TV Norte – Quadra 701 – Edifício Centro Empresarial Norte – Conjunto C – Ala A – Salas 308 a 310 – Asa Norte – Telefones: 3328-2219/3328-2485 – Fax: 3328-2243 – E-mail: embrica@solar.com.br

20 – CUBA (República): Setor de Habitações Individuais Sul – QI 5 – Conjunto 18 – Casa 1 – Lago Sul – Telefones: 3248-4710/3248-4517 – Fax: 3248-6778 – Internet: www.tba.com.br/pages/embacuba - E-mail: embacuba@uol.com.br

21 – DINAMARCA (Monarquia): Setor de Embaixadas Sul – Av. das Nações – Quadra 807 – Lote 26 - Asa Sul – Telefone: 3443-8188 – Fax: 3443-5232 – E-mail: dkembassydenmark.org.br

22 – EGITO (República Árabe): Setor de Embaixadas Norte – Av. das Nações – Lote 12 – Asa Norte – Telefone: 3323-8800 – Fax: 3323-1039 – Internet: www.opengate.com.br/embegito - E-mail: embegitat@opengate.com.br

23 - EL SALVADOR (República):Setor de Habitações Individuais Sul - QI 7 - Conjunto 6-Casa 14 - Lago Sul - Telefones: 3364-4141/3364-3044 - Fax: 3364-2459 - E-mail: embelsalvador@uol.com

24 - EMIRADOS ÁRABES UNIDOS: Setor de Habitações Individuais Sul - QI 05 - Chácara 54Lago Sul - Telefone: 3248-0717 - Fax: 3248-7543 - E-mail: u.a.e.emb@opengate.com.br

25 - EQUADOR (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 11 - Conjunto 9 - Casa 24 - Lago Sul - Telefones: 3248-5560/3248-5660 - Fax: 3248-1290 - E-mail: embeq@solar.com.br

26 - ESLOVÁQUIA (República): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 805 - Lote 21 - Asa Sul - Telefones: 3443-1263/3443-1265 - Fax: 3443-1267 - E-mail: eslovaca@loreno.net

27 - ESPANHA (Monarquia): Setor de Embaixadas Sul: Av. das Nações - Quadra 811 - Lote 44 - Asa Sul - Telefones: 3244-2121/3244-2145 - Fax: 3242-1781 - E-mail: embespbr@corrio.mae.es

28 - ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA DO NORTE (República: Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 801 - Lote 3 - Asa Sul - Telefone: 3312-7000 - Fax: 3312-7676 - Internet: www.embaixada-americana.or.br - E-mail: administ@brasilemb.org.br

29 - FILIPINAS (República): Setor de Embaixadas Norte - Av. das Nações - Lote 1 - Asa Norte - Telefone: 3224-8694 - Fax: 3226-7411 - E-mail: pg@persocom.com.br

30 - FINLÂNDIA (República): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Lote 27 - Asa Sul - Telefone: 3443-7151 - Fax: 3443-3315 - Internet: www.finlandia.org.br - E-mail
brasilia@finlandia.org.br

31 - FRANÇA (República): setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 801 - Lote 4 - Asa Sul - Telefones: 3312-9100/3312-9106 - Fax: 3312-9108 - E-mail: france@embafrance.org.br

32 - GABÃO (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 9 - Conjunto 11 -
Casa 24 - Lago Sul - Telefone: 3248-3536 - Fax: 3248-2241 - E-mail: mgabao@terra.com.br

33 - GANA (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 10 - Conjunto 8 - Casa 2 - Lago Sul - Telefones: 3248-6047/3248-6049 - Fax: 3248-7913 - E-mail: ghaembra@zaz.com.br

34 - GRÉCIA (República): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 805 - Lote 22 - Asa Sul - Telefone: 3443-6573 - Fax: 3443-6902 - Internet: www.emb_grecia.org - E-mail: emb_grecia@zaz.com.br

35 - GUATEMALA (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 9 - Conjunto 2 -Casa 8 - Lago Sul - Telefone: 3365-1908 - Fax: 3248-0886 - E-mail: embaguatebra@zaz.com.br

36 - GUIANA (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 05 - Conjunto 19 - Casa 24 - Lago Sul - Telefone: 3248-0874 - Fax: 3248-0886 - E-mail: embguyana@apis.com.br

37 - HAITI (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 17 - Conjunto 4 - Casa 19 - Lago Sul - Telefone: 3248-6860 - Fax: 3248-7472 - E-mail:embhaiti@zaz.com.br

38 - HOLANDA (Monarquia): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 801 - Lote 5 - Asa Sul - Telefone: 3321-4769 - Fax: 3321-1518 - E-mail: bra@minbusa.nl

39 - HONDURAS (República): Setor Bancário Norte - Quadra 02 - Conjunto J - Salas 712 a 716 - Edifício Engenheiro Paulo Maurício - Asa Norte - Telefone: 3366-4082 - Fax:3326-9192/3326-2322 - E-mail: embhonduras@terra.com.br

40 - HUNGRIA (República Popular): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 805 - Lote 19 - Lago Sul - Telefones: 3443-0836/3443-0822 - Fax: 3443-3434 - E-mail
huembbrz@terra.com.br

41 - ÍNDIA (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 8 - Conjunto 8 - Casa 1 - Lago Sul - Telefone: 3248-4006 - Fax: 3248-7849 - E-mail: indemb@indianembassy.org.br

42 - INDONÉSIA (República): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 805 - Lote 20 - Asa Sul - Telefones: 3443-6732/3443-1788/3443-8800 - Fax: 3443-6732 - E-mail: inabriga@persacom.com.br

43 - IRÃ (República): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 809 - Lote 31 - Asa Sul - Telefones: 3242-5733/3242-5915/3242-5124/3242-5874 - Fax: 3244-9640 - E-mail: embiran@linkexpress.com.br

44 - IRAQUE (República): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 815 - Lote 64 - Asa sul - Telefones: 3346-2822/3346-6612/3346-7561 - Fax: 3346-7034 (sem endereço eletrônico).

45 - ISRAEL (República): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 809 - Lote38 - Asa Sul - Telefone4: 3244-7675 - Fax: 3244-6129 - E-mail: emisrael@terra.com.br

46 - ITÁLIA (República): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 807 - Lote 30 - Asa Sul - Telefone: 3442-9900 - Fax: 3443-1231 - E-mail: embitalia@embitalia.org.br

47 - IUGOSLÁVIA (República Federal): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 803 - Lote 15 - Asa Sul - Telefones: 3223-7721/3223-7272 - Fax: 3223-8462 - E-mail:embiugos@nutecnet.com.br

48 - JAPÃO (Monarquia Imperial): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 811 - Lote 39 - Asa Sul - Telefones: 3242-6866/3242-6543/3242-6552/3242-6475 - Fax: 3242-0738 - Internet: www.japao.org.br - E-mail: japoo1@tba.com.br

49 - JORDÂNIA (Monarquia): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 9 - Conjunto 18 - Casa 14 - Lago Sul - Telefones: 3248-5407/3248-5414 - Fax: 3248-1698 - E-mail: emb.jordan@apis.com.br

50 - KUWAIT (Monarquia): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 5 - Chácara 30 - Lago Sul - Telefone: 3248-2323 - Fax: 3248-0969 - E-mail: kuwait@opendf.com.br Internet: www.embaixadadokuwait.org.br

51 - LÍBANO (República): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 805 - Lote 17´- Asa Sul - Telefones: 3443-9837/3443-5552 - Fax: 3443-8574 - Internet: www.libano.org.br - E-mail: embaixada@libano.org.br

52 - LÍBIA (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 15 - Chácara 26 - Lago Sul - Telefones: 3248-6710/3248-6716 - Fax: 3248-0598 - E-mail: emblibia@terra.com.br

53 - MALÁSIA (Monarquia): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 5 - Chácara 62 - Lago Sul - Telefones: 3248-5008/3248-6215 - Fax: 3248-6307 - E-mail: mwbrasilia@persocom.com.br

54 - MARROCOS (Monarquia): Setor de Embaixadas Norte - Av. das Nações Quadra 801 - Lote 2 - Asa Norte - Telefones: 3321-4487/3226-2288 - Fax: 3321-0745 - Internet: www.embmarrocos.org.br / E-mail: sifamabr@onix.com.br

55 - MÉXICO (República Federal): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 805 - Lote 18 - Asa Sul - Telefones: 3244-1011/3244-1211/3244-1411 - Fax: 3244-1755/3244-3866 - E-mail: embamexbra@brnet.com.br

56 - MOÇAMBIQUE (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 12 - Conjunto 07 - Casa 09 - Lago Sul - Telefones: 3248-4222/3248-5319 - Fax: 3248-3917 - E-mail: embamoc-bsb@uol.com.br

57 - NICARÁGUA (República): Setor de Habitações Inviduais Sul - QI 11 - Conjunto 05 - Casa 03 - Lago Sul - Telefones: 3248-1115/3248-7902 - Fax: 3364-0825 - E-mail: embanibra@zaz.com.br

58 - NIGÉRIA (República): Setor de Embaixadas Norte - Av. das Nações - Lote 05 - Asa Norte - Telefones: 3226-1717/3226-1870 - Fax: 3224-0320/3224-9830 - E-mail: nigeria@persocom.com.br

59 - NORUEGA (Monarquia): setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 807 - Lote 28 - Asa Sul - Telefones: 3443-8720/3443-8722 - Fax: 3443-2942 - Internet: www.brasilia.mfa.no / E-mail: embno@terra.com.br

60 - ORDEM DE MALTA: Av. W3 Norte - Quadra 507 - Bloco C - Asa Norte - Telefone: 3272-0402 Fax: 3347-4940 - E-mail: osmm@terra.com.br

61 - PALESTINA: Setor de Habitações Individuais Sul - QI 9 - Conjunto 06 - Casa 02 - Lago Sul - Telefone: 3248-4760 - Fax: 3248-5879 - E-mail: palestine@uol.com.br

62 - PANAMÁ (República: Setor de Habitações Individuais Sul - QI 6 - Conjunto 11 - Casa 18 - Lago Sul - Telefone: 3248-7309 - Fax: 3248-2834 - E-mail: olimpo47@hotmail.com

63 - PAQUISTÃO (República Islâmica): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 12 - Conjunto 2 - Casa 19 - Lago Sul - Telefones: 3364-1632/3364-1634 - Fax: 3248-0246 - E-mail: parepbra@brturbo.com.br

64 - PARAGUAI (República): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 811 - Lote 42 - Asa Sul - Telefones: 3242-3732/3244-9449/3244-8649 - Fax: 3242-4605 -
E-mail: embapar@yawe.com.br

65 - PERU (República): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 811 - Lote 43 - Asa Sul - Telefones: 3242-9435/3242-9835/3242-9933 - Fax: 3244-9344 - Internet: www.embperu.org.br - E-mail: emperu@embperu.org.br

66 - POLÔNIA (República): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 809 - Lote 33 - Asa Sul - Telefones:3443-3438/3242-9273 - Fax: 3242-8543 - E-mail: embpolon@nutecnet.com.br

67 - PORTUGAL (República): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 801 - Lote 02 - Asa Sul -Telefones: 3321-3434/3321-8040/3321-2024 - Fax: 3224-7347 - E-mail: portugal@uol.com.br

68 - REINO UNIDO (Monarquia): Setor de Embaixadas Sul - Av. das Nações - Quadra 801 - Conjunto K - Lote 8 - Asa Sul - Telefones: 3225-2710/3225-2745 - Fax: 3225-1777 - Internet: www.uk.org.br - E-mail: chancery@reinounido.org.br

69 - REPÚBLIDA DO CABO VERDE (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 8 - Conjunto 8 -Casa 7 - Lago Sul - Telefones: 3248-0543/3364-3472 - Fax: 3364-4059 - E-mail: embcaboverde@rudah.com.br

70 - REPÚBLICA DOS CAMARÕES (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 9 - Conjunto 7 - Casa 1 - Lago Sul - Telefone: 3248-2400 - Fax: 3248-0443 - E-mail: ambacam@ig.com.br

71 - REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO (República): Superquadra Sul 405 - Bloco U - Apartamento 307 - Caixa Postal 07.041 - Asa Sul - Telefax: 3552-0335

72 - REPÚBLICA DOMINICANA (República): Setor de Habitações Individuais Sul - Telefone: 3248-1405 - Fax: 3364-3214 - E-mail: embaj_dargam@nutecnet.com.br

73 - REPÚBLICA TCHECA (República): Via L3 Sul - Quadra 805 - Lote 21 -Asa Sul - Telefones:3242-7785/3242-7905 - Fax: 3242-7833 - E-mail: brasilia@embassy.msv.cz

74 - ROMÊNIA (República): Setor de Embaixadas Norte - Avenida das Nações - Lote 6 - Asa Norte - Telefones: 3226-0746/3225-8992/3226-2481 - Fax: 3226-6629 - E-mail: romenia@solar.com.br

75 - RÚSSIA (República): Setor de Embaixadas Sul - Avenida das Nações - Quadra 801 - Lote A - Asa Sul - Telefones: 3223-3094/3223-4094 - Fax: 3226-7319 - Internet: www.users.linkexpress.com.br/embrus - E-mail: embrus@linkexpress.com.br

76 - SANTA SÉ (Estado Eclesiástico): Setor de Embaixadas Sul - Avenida das Nações - Quadra 801 - Lote 1 - Asa Sul - Telefones: 3223-0794/3223-0916 - Fax: 3224-9365 - E-mail: nunapost@solar.com.br

77 - SENEGAL (República): Setor de Embaixadas Norte - Avenida das Nações - Lote 18 - Asa Norte - Telefone: 3248-2224 - Fax: 3248-1688 - E-mail: conseneg@mymail.com.br

78 - SÍRIA (República): Setor de Embaixadas Norte - Avenida das Nações - Lote 11 - Asa Norte - Telefones: 3226-1260/3226-0970 - Fax: 3223-2595 (não tem endereço eletrônico)

79 - SUÉCIA (Monarquia): Setor de Embaixadas Sul - Avenida das Nações - Quadra 807 - Lote 29 - Asa Sul - Telefone: 3443-1444 - Fax: 3443-1187 - E-mail: swebra@opengate.com.br

80 - SUÍÇA (República Federal): Setor de Embaixadas Sul - Avenida das Nações -Quadra 811 - Lote 41 - Asa Sul - Telefone: 3443-5500 - Fax: 3443-5711 - E-mail:
vertretung@bra.rep.admin.ch

81 - SURINAME (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 9 - Conjunto 8 - Casa 24 - Lago Sul - Telefones: 3248-3595/3248-6706 - Fax: 3248-3791 - E-mail:
sur.emb@persocom.com.br

82 - TAILÂNDIA (Monarquia): Setor de Embaixadas Norte - Avenida das Nações - Lote 10 - Asa Norte - Telefone: 3224-06943 - Fax: 3223-7502 - E-mail:thaiemb@brnet.com.br

83 - TRINIDAD E TOBAGO (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 2 - Conjunto 2 - Casa 1 - Lago Sul - Telefones: 3365-3466/3365-1132/3365-3572 - Fax: 3365-1733 - E-mail: trinbago@terra.com.br

84 - TUNÍSIA (República): Setor de Habitações Individuais Sul - QI 9 - Conjunto 16 - Casa 20 - Lago Sul - Telefones: 3248-7277/3248-7366/3248-3725 - Fax: 3248-7355 -E-mail: at.brasilia@terra.com.br

85 - TURQUIA (República):Setor de Embaixadas Sul - Avenida das Nações - Quadra 805 - Lote 23 - Asa Sul - Telefones: 3242-1850/3244-4840 - Fax: 3242-1448 - E-mail: emb.turquia@conectanet.com.br

86 - UCRÂNIA: Setor de Habitações Individuais Sul - QI 6 - Conjunto 02 - Casa 17 - Lago Sul - Telefone: 3365-1457 - Fax: 3365-3898 - E-mail: brucremb@zaz.com.br

87 - UNIÃO DE MYANMAR: Setor de Habitações Individuais Sul - QI 07 - Conjunto 14 - Casa 05 - Lago Sul - Telefone: 3248-3747 - Fax: 3364-2747 - E-mail: mebrsl@brnet.com.br

88 - URUGUAI (República): Setor de Embaixadas Sul - Avenida das Nações - Quadra 803 - Lote 14 - Asa Sul - Telefones: 3322-1200/3322-4533/3322-1785 - Fax: 3322-6534 -
Internet: www.emburuguai.org.br - E-mail: urubras@emburuguai.org.br

89 - VENEZUELA: Setor de Embaixadas Sul - Avenida das Nações - Quadra 803 - Lote 13 - Asa Sul - Telefone: 3322-1011 - Fax: 3226-5633 - E-mail: embvenbr@nutecnet.com.br

OUTRAS EMBAIXADAS;

* GRÃ-BRETANHA: Setor de Embaixadas Sul - Avenida das Nações - Quadra 801 - Lote 08 - Telefone: 3225-2710 / Setor de Habitações Individuais Norte - QI 8 - Conjunto 4 - Casa 10 - Telefone: 3577-2837.

* IRLANDA GERAL: Setor de Habitações Individuais Sul - Avenida das Nações - QI 12 - Conjunto 05 - Casa 9 - Telefone: 3248-8800.

* NOVA ZELÂNDIA: Setor de Habitações Individuais Sul - Avenida das Nações - QI 9 - Conjunto 16 - Casa 01 - Telefone: 3248-9900.

* REPÚBLICA DO BENIN: Setor de Habitações Individuais Sul - Avenida das Nações - QI 9 - Conjunto 11 - Casa 24 - Telefone: 3248-2192.

* REPÚBLICA DA CROÁCIA: Setor de Habitações Individuais Sul - Avenida das Nações - QI 9 - Conjunto 11 - Casa 3 - Telefone: 3248-0610.

* REPÚBLICA DA GUINÉ EQUATORIAL: Setor de Habitações Individuais Sul - QI 10 - Conjunto 9 - Casa 1 - Telefone: 3364-4185.

* VIETNÃ: Setor de Habitaçõersw Individuais Sul - QI 9 - Conjunto 10 - Casa 1 - Telefones: 3364-5836/3364-5876.

terça-feira, 28 de abril de 2009

POR QUE SE VOTA TÃO MAL NO BRASIL?

POR QUE SE VOTA TÃO MAL NO BRASIL?

Dizer que o Brasil é um dos países mais corruptos do mundo não é um exagero, quando levamos em consideração os fatos já considerados reais e que dispensam quaisquer questionamentos.

É deveras lamentável o resultado de pesquisa realizada entre brasileiros conscientes, a respeito do conceito do nosso Senado Federal. Ficou confirmado que 37% das pessoas ouvidas consideram ruim ou péssima a atuação dos nossos senadores, enquanto 39% optaram por regular. Apenas 16% afirmaram que a atuação dos senadores é ótima ou boa.

É num momento como este que muitos deverão estar perguntando: onde está o problema? Quem é o culpado? O que fazer para reverter este quadro? Será que existe uma receita viável para tudo isso?

Bem, vamos por etapa. Em primeiro plano vamos colocar como uma das causas desse descalabro o VOTO DO ANALFABETO. Não quero excluir os analfabetos do mundo social em que vivemos. No entanto, excluí-lo do direito ao voto seria uma forma lógica para estimulá-los ao estudo e, consequentemente, torná-los conscientes do dever de cidadão capaz de escolher com inteligência e sabedoria os seus representantes. Na minha concepção, analfabeto não deveria votar.

Outro motivo que leva ao Congresso Nacional pessoas incompetentes e infiéis às promessas feitas nos períodos de campanhas eleitorais, é o VOTO DO MENOR DE 16 ANOS que, inexperiente em sua grande maioria, escolhem seus candidatos pela emoção ou pela empolgação. Muitas vezes os jovens são levados por orientações de cabos eleitorais previamente preparados para fazer uma “lavagem cerebral” nos menos preparados.

Lembro que, na época em que fizeram um complô contra o então presidente Fernando Collor de Mello, culminando com o seu Impeachment, a grande maioria dos jovens “caras pintadas” não sabia por que estavam no movimento. Isso eu digo com toda convicção, visto que, na época, resolvi fazer uma pesquisa, a fim de saber dos jovens por que eles haviam aderido àquele movimento. Deles, não ouvi nenhuma resposta inteligente. 30% ali estavam pela baderna; 60% não souberam dar uma resposta objetiva. 10% afirmaram que estavam seguindo a orientação de seus partidos, de amigos ou parentes.

O gigante percentual de pessoas POBRES existentes no Brasil, todas dependentes de “esmolas” oferecidas pelos governantes, insere-se nesta triste lista de culpados pelas péssimas escolhas dos nossos representantes nos governos municipais, estaduais e federal, no Senado, na Câmara dos Deputados, nas Assembléias Legislativas e nas Câmaras Municipais. Reféns desses “donativos”, os menos favorecidos batem palmas e “lambem as botas” dos poderosos interesseiros.

O número exorbitante de ANALFABETOS existentes no Brasil, também deve ser visto como um sério motivo para o voto mal direcionado. Estatísticas reais mostram que temos 14 milhões de analfabetos adultos, todos eles com direito a votar. A esses incluamos os que deles dependem para, de forma lúgrube, seguirem as suas orientações no momento de escolher os candidatos aos mais diversos cargos eletivos.

Infelizmente, o futuro do Brasil está nas mãos de pessoas que, pelos motivos já citados, não desfrutam das mínimas condições de escolher políticos para governar com competência, honestidade e idoneidade moral. O país está carente de pessoas de caráter. São poucos os que merecem o nosso respeito. Esses são sufocados pelas ações irresponsáveis de homens que se vendem descaradamente, desrespeitando aqueles que lhe confiaram os seus votos.

Gosto de acompanhar, pela TV Senado, os pronunciamentos dos senadores. Admiro a coragem daqueles que teimam em mostrar a verdade, mesmo sabendo que nada vão conseguir contra os que, de forma covarde e mesquinha, traem a confiança dos partidos a que pertencem, preferindo “sentar no colo” de quem lhes oferece uma Secretaria, um Ministério, ou simplesmente um emprego que eleve o seu status. Estar diante das subserviências dos políticos irresponsáveis é deveras irritante para pessoas conscientes, que não comungam com esse tipo de comportamento.

O Governo Federal gasta anualmente cerca de 3 bilhões de reais, somente com propagandas, enquanto os brasileiros ficamos reféns da violência, dos péssimos atendimentos hospitalares e de um sistema educacional falido. Falta dinheiro para as coisas essenciais, enquanto o Congresso Nacional gasta em torno de 5 bilhões de reais, anualmente. Absurdo ou não, tudo isso é real. Não tem nada de exagero ou de ficção.

Para coroar com “chave de barro”, o povo brasileiro vive no mundo de medo, ao saber que aqui o saldo de assassinatos é de 50 mil por ano, o que resulta em 4.160 crimes por mês e, respirem fundo, 139 por dia. Este é o trágico resultado de um Brasil mergulhado na violência. Essas estatísticas mostram o tamanho do caos em que vivemos. Mas ninguém está preocupado com isso, principalmente aqueles que se satisfazem com uma cesta básica, com uma bolsa família ou com uma renda minha. Somem-se a estes os subservientes detentores de cargos de confiança e de altos salários (os que mamam nas tetas recheadas).

Respondam-me, por favor: Quantas vezes o nosso Presidente da República Federativa do Brasil usou um espaço na televisão ou no rádio para enfatizar uma ação contra os tráficos de drogas, de armas, ou contra aqueles grupos que comandam o crime organizado? Um café da manhã com um tema tão contundente poderia causar uma certa indigestão! O que está acontecendo, finalmente? Você, por acaso, já parou um pouco para pensar nisso?

Um país com mais de 50 milhões na miséria, com uma segurança impotente, com um sistema médico-hospitalar sucateado e com uma educação falida, pode se dar ao luxo de EMPRESTAR DINHEIRO AO FUNDO MONETÁRIO INTERNACIONAL? Qualquer governante de bom senso, daria prioridade aos problemas que afetam o seu país.

Aqui fica mais uma pergunta: PRA QUE SERVE O CONGRESSO NACIONAL? São poucos os que sabem da importância do Congresso Nacional, formado pelo Senado e pela Câmara dos Deputados. E os que conhecem o valor de um Congresso, com certeza estão convictos de que algo não caminha bem. Impotentes, os verdadeiros defensores do povo, sentem-se cercados pelas forças antagônicas, formadas por aqueles que confundem o “defender os interesses coletivos” com o “defender os interesses de grupos de elite”. Atualmente, o nosso Congresso não é nada mais do que uma MARIONETE nas mãos habilidosas do Palácio do Planalto.

Diante de tudo isso, explica-se e justifica-se POR QUE SE VOTA TÃO MAL NO BRASIL, colocando-se no Senado e na Câmara dos Deputados péssimos políticos, que são mais POLITIQUEIROS do que verdadeiramente bons políticos. É difícil e até impossível sabermos quando tudo isso vai ter um fim. Digo impossível, não por ser pessimista, mas diante da certeza de que a hipocrisia sempre será o principal personagem dos palanques. O caráter do homem se curva diante das grandes ofertas e o Brasil vai assim caminhando em direção ao caos social, político, econômico e cultural.

Fui contundente? Se o fui, não peço desculpas e nem me arrependo por ter exteriorizado um sentimento de quem PODE falar e tem CARÁTER para fazê-lo. Fala a verdade quem não tem “RABO PRESO”. Aceita-a quem não se deixa abater pelo MEDO.

TENHO DITO!
(Adalberto Claudino Pereira)

sábado, 25 de abril de 2009

IMAGENS DO BRASIL: COMO CONVIVER COM ELAS?

NOVAS IMAGENS DESTE PAÍS DA DITADURA DEMOCRÁTICA: COMO CONVIVER COM ELAS?

Há muito tempo, a situação do nosso Congresso Nacional não é nada animadora. E se já não era tão animadora no passado, no presente, parece caminhar a passos trôpegos. Pesquisas recentes mostram que 37% dos brasileiros acham os trabalhos dos nossos senadores ruins ou péssimos. Outros 39% dizem que as ações dos senadores são regulares. Apenas 16% consideram os trabalhos do Senado ótimos ou bons.

Os números mostram com muita clareza que algo precisa ser mudado (para melhor), inclusive a ética e a moral de alguns senadores que, de forma desavergonhada, desrespeitam os seus eleitores, colocando em xeque-mate o seu caráter e a sua idoneidade moral.

Vejam agora algumas reportagens selecionadas, que colocam os nossos curiosos visitantes diante de uma verdade inegável, muitas vezes ocultada por aqueles que se envolvem com escândalos e que, nos países sérios, seriam julgados e condenados, independentes de status sociais, políticos ou religiosos.

1) Após o apelido de "teflon" por sair ileso dos diversos escândalos de corrupção que envolveram alguns de seus assessores mais próximos, Lula viu sua taxa de aprovação cair de 84 para 78 por cento em dezembro, segundo a pesquisa CNI/Ibope. Foi a maior queda desde abril de 2007, quando a redução também foi de 6 pontos percentuais.
"É uma grande queda em apenas três meses, mesmo que de um nível recorde", disse Amaury Teixeira, diretor-executivo de uma consultoria que analisa os resultados do levantamento.

A avaliação positiva do governo (ótima ou boa) caiu para 64 por cento em março, depois do recorde de 73 por cento em dezembro.

Separadamente, pequisa feita pelo Datafolha apurou uma queda de 5 pontos percentuais da aprovação de Lula em relação a novembro, para 65 por cento.

A grande verdade é que Deus mandou uma crise lá nos Estados Unidos para que a justiça fosse feita no Brasil. Só assim, pode ser mostrado ao Brasil e ao mundo inteiro que, por mais compactos que pareçam, os tronos ruem. E nem adiantam as blindagens construídas pelos chamados “puxa-saco”.

2) SÃO PAULO (Reuters) - A sucessão de escândalos que atinge o Congresso Nacional intensifica a descrença na instituição. Apesar da proliferação de denúncias, a crise de confiança pode ser didática para o cidadão.

Para intelectuais e analistas ouvidos pela Reuters, o cidadão tanto pode tirar proveito e escolher com mais critério seus representantes quanto preferir chegar ao limite de um sistema centralizado e pretensamente moralizador.

O professor de Ética e Filosofia da Unicamp, Roberto Romano, acredita que o conceito de fé pública é o principal atingido pela prática negativa dos parlamentares. Ele explica que só com o uso da fé pública o cidadão aceita o arbítrio de um juiz, o dinheiro de um país, e até a demarcação da faixa de pedestres nas vias públicas.
"O índice da fé pública está diminuindo perigosamente. Nesses momentos, aparece o desejo do totalitarismo. O cidadão quer que alguém ponha ordem no país", acredita o professor.

"Todos os (movimentos) que têm desconfiança no Parlamento, sejam de direita ou de esquerda, querem um sistema centralizado", reforçou.

Ecoando outros analistas, Romano afirma que o cerne do comportamento negativo dos congressistas está na apropriação de instituições que pertencem à sociedade.

É este patrimonialismo que faz com que deputados façam uso da verba de passagens aéreas para levar parentes, amigos e namorados em viagens pelo Brasil e ao exterior.
Levantamento realizado pelo site Congresso em Foco mostra que em quase dois anos os deputados utilizaram a cota de passagens da Câmara para fazer 1.885 viagens internacionais, ou 89,8 viagens internacionais por mês. As verbas, no entanto, são destinadas a vôos entre Brasília e os Estados de origem.

O Senado aprovou regras que restringem a emissão de passagens aéreas, enquanto a Câmara anunciou medidas semelhantes que vai colocar em prática.
A reação do veterano senador Epitácio Cafeteira (PTB-MA) às novas regras é reveladora. Após saber das medidas, ele ironizou: "Daqui a pouco, estamos recebendo vale-transporte."

Declarações do deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA), corregedor da Câmara, também estarreceram analistas. Para ele, que teria usado passagens da Câmara para viajar com a mulher a Paris, "está na hora de a Casa ter coragem de se defender... Acho que a imprensa quer fechar o Congresso."

Sem surpresa com os escândalos da vez, o cientista político da UnB, David Fleischer, pontua que a má fama do Congresso é antiga.

"A credibilidade do Congresso sempre andou muito baixa. Não é de hoje que existe uma crise de descrédito", afirmou. Para ele, "o Congresso está tentando limpar sua barra com as novas medidas".

Pesquisa realizada pelo instituto Datafolha em março indica que para 37 por cento dos brasileiros a atuação do Congresso tem sido ruim ou péssima.

O índice subiu seis pontos percentuais em relação ao levantamento de novembro, quando era de 31 por cento. Para 39 por cento, o trabalho dos parlamentares é regular e apenas 16 por cento consideram o desempenho do Congresso ótimo ou bom.
Apesar do resultado, o sociólogo Mauro Paulino, diretor-geral do Datafolha, se diz otimista em relação ao comportamento do eleitor frente à série de denúncias e não vê clima para regimes totalitários, ao contrário do comentário de Roberto Romano.
"Acompanhei a redemocratização. Hoje o país não elegeria um presidente que tivesse dúvidas de sua integridade. A cultura política melhorou com as Diretas, com o impeachment do (ex-presidente) Fernando Collor, a eleição a cada dois anos. Tudo isso é muito educativo, amplia a conscientização política", opinou.
Ainda assim, Paulino vê "um longo caminho pela frente" para os políticos e os eleitores.
(Com reportagem adicional de Natuza Nery)
Agencia Estado - 23/4/2009 16:58

3) Conflito reflete desconforto com Mendes, diz procuradora
O confronto entre os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa e Gilmar Mendes reflete um desconforto de Barbosa com a postura do presidente da Casa e suas manifestações públicas. A avaliação é da procuradora regional chefe da República em São Paulo, Luiza Cristina Fonseca Frischeisen, e do subprocurador-geral da República Wagner Gonçalves, que participaram do debate "Polícia, Justiça e Estado de Direito - Há excessos das autoridades no combate ao crime do colarinho branco?", promovido pelo Grupo Estado na capital paulista.

"É muito importante que se diga que muitas vezes o ministro Gilmar se apresenta como o Supremo e o Supremo não é o ministro Gilmar. O Supremo é composto por 11 ministros e alguns dos ministros não concordam com coisas que o ministro Gilmar fala, não nos processos, mas as opiniões dele sobre o mundo em geral", afirmou Luiza. "O que o ministro Gilmar fala não representa necessariamente a opinião dos outros ministros, e eu acho que isso ele deve levar em consideração para suas próprias falas e não usar a instituição para respaldar aquilo que ele pensa."

Para Gonçalves, as opiniões de Mendes muitas vezes deixam dúvidas sobre sua postura em relação ao combate à impunidade, e foi isso que causou o bate-boca dos ministros. "Não resta a menor dúvida de que as colocações de Mendes, no que se refere ao combate à impunidade, têm fragilizado o debate, porque parece que tudo é direito de defesa. Quando há manifestação sobre o combate à criminalidade, são casos que envolvem pessoas poderosas. Fica aquela dúvida. Quer se combater a impunidade ou quer se combater a investigação de determinadas pessoas?", disse.

O subprocurador-geral da República lembrou que já houve manifestações contra as opiniões de Gilmar Mendes pela Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), quando o ministro afirmou haver uma relação concertada entre Justiça, Ministério Público e Polícia Federal para desmoralizar o STF, e pelo procurador-geral da República Antonio Fernando Souza, quando o ministro disse que o controle externo das atividades da PF pelo MP era algo "litero-poético-recreativo".

"Os juízes de primeira instância estão se sentindo incomodados. Parece que o ministro Gilmar Mendes, com o poder que tem na mão hoje, na presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do STF, podendo editar súmulas vinculantes e seu voluntarismo nas atitudes, tem gerado insegurança", citou Gonçalves. "Isso não faz sentido num Estado democrático, republicano, de equilíbrio de poderes. É preciso haver respeito a todas as instituições. Se há erros na PF e MPF, eles não podem ser generalizados porque aí atingem todo mundo e é injusto. Erros precisam ser coibidos e apurados, mas não podem ser generalizados, ao se dizer que o MPF está mancomunado com a PF, com o Judiciário. Essa não é a realidade do País", continuou.

EXAGERO

Na avaliação da procuradora, o ministro Joaquim Barbosa externou uma tensão com o presidente do STF de uma maneira "um pouco acima do tom", em resposta às "provocações" de Mendes. Para o subprocurador-geral da República, as declarações de Barbosa, de que Mendes destrói a credibilidade do Judiciário, foram dadas "em um momento de desabafo, no calor da emoção". Ainda assim, a procuradora ressaltou que Mendes "exagera" ao opinar sobre assuntos que não dizem respeito ao processo judicial.

"Sob a perspectiva de um presidente de poder, ele tem de ser o mais contido dos presidentes dos poderes porque sua legitimidade vem exatamente da sua ação nos processos ou como coordenador de uma atividade administrativa. Ao se colocar sobre determinadas questões que não são da administração do Judiciário ou do processo judiciário, eu acho que ele muitas vezes exagera, e é isso que levou, no final das contas, à parte mais ríspida da discussão", afirmou Luiza.

"Isso para o sistema judicial como um todo não é agradável porque o exercício da função de presidente do STF pressupõe serenidade, tranquilidade, como o exercício de qualquer função pública dessa relevância e de todos os ministros do STF", acrescentou Gonçalves.
Agencia Estado - 24/4/2009 7:24

4) Ministros tentam conter crise e obter trégua no STF

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) passaram o dia ontem envolvidos em uma "operação panos quentes". Um dia depois do bate-boca no plenário da corte entre o presidente Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa, os ministros "bombeiros", como Carlos Ayres Britto e Ricardo Lewandowski, conseguiram firmar uma trégua. No dia anterior, ao fim da sessão, Mendes e Barbosa discutiram rispidamente. O presidente do tribunal disse que o colega não "tinha condições de dar lição a ninguém". Em resposta, o colega afirmou que Mendes "está destruindo a Justiça do País" e afirmou que não deveria tratá-lo como um de seus "capangas do Mato Grosso".

Nos termos do pacto, os ministros fizeram questão de deixar claro que ambos, Barbosa e Mendes, erraram. O primeiro por se exceder e ter reações "inadmissíveis", e o presidente do STF por não ter evitado o confronto com um colega. Após a sessão plenária, o esforço foi de não dar apoio a um dos lados. Barbosa cancelou uma viagem ao Rio Grande do Norte para ficar na cidade e digerir, nas conversas com ministros, a crise da quarta-feira. Mendes, por sua vez, foi à Câmara e negou a existência de crise. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

5) COM TANTOS PROBLEMAS NO BRASIL, MINISTRO VAI SE PREOCUPAR COM O FUTURO DE CUBA

É de causar revolta a qualquer cidadão de vergonha, a preocupação do ministro da Fazenda do Brasil, senhor Guido Mantega com a situação de Cuba, um país onde o direito do cidaão é desrespeitado, em detrimento de uma ditadura sem precedentes, comandada por um cidadão chamado Fidel Castro, o pior exemplo para um mundo que luta pela democracia. Nossos problemas são mais angustiantes er mais importantes que o ingresso ou não de Cuba no Fundo Monetário Internacional.

O Brasil está infestado de estradas maus conservadas, de uma população pobre, faminta e miserável, de um sistema de saúde sucateado, de uma falta de segurança incomum e de uma educação falida. Indiferente a tudo isso e mostrando uma imagem mentirosa no mundo exterior, os nossos “representantes” tentam disvirtuar uma verdade que poucos conhecem (pelo menos os subservientes).

É difícil de entender um país com tantos problemas para serem solucionados, em sua grande maioria angustiantes, se dá ao luxo de colocar à disposição do FMI um empréstimo de bilhões de reais que, certamente, resolveriam alguns desses numerosos problemas por nós vividos. Nunca em toda a sua história, o Brasil esteve nas mãos de pessoas tão irresponsáveis, que viram as costas para deficiências tão patentes e desastrosas.

MANTEGA PROPÕE ENTRADA DE CUBA NO FMI.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, pediu a entrada de Cuba no Fundo Monetário Internacional (FMI) durante discurso feito no Comitê Monetário e Financeiro Internacional (IMFC, na sigla em inglês), órgão que estabelece as estratégias do Fundo e é composto por 24 membros, que representam os 185 membros do FMI.
No discurso, o ministro afirmou que o FMI se "orgulha" do escopo universal sobre todos os países que o integram, e avaliou que esta característica pode ser melhorada, corrigindo uma omissão que dura um longo tempo. "Estou me referindo, claro, à ilha de Cuba, o único país no Hemisfério Ocidental que não é membro da instituição." De acordo com o documento distribuído para jornalistas, o ministro acrescentou aos seus pares no IMFC que "chegou a hora de (o FMI) abrir as portas para Cuba".

A jornalistas, Mantega explicou que Cuba "não fez uma declaração para o FMI" para se tornar parte do Fundo. "Eu não posso falar por Cuba, não fomos nomeados representantes de Cuba, estamos apenas dizendo que temos de abrir as portas para que Cuba se integre", contemporizou, durante entrevista. "Caberá a Cuba fazer o pedido formal. Agora, é melhor fazer pedido formal se as portas estiverem abertas do que se estivessem fechadas", avaliou.

Mantega acrescentou que o país "é marginalizado de qualquer atividade econômica. Hoje, não há mais nenhuma razão para que isso aconteça". "Temos de virar esta página e permitir que ela ingresse". O ministro brasileiro citou que "há relaxamento inclusive dos Estados Unidos, que era um país que fazia mais restrições a Cuba. Dentro deste clima de entendimento, um passo adicional seria que Cuba também participasse do FMI".

Mantega avalia que Cuba está dando "passos importantes" em um processo de reintegração na economia mundial. "O maior obstáculo é que havia um bloqueio total de Cuba por parte dos Estados Unidos e este bloqueio está sendo relaxado", afirmou. "Cuba está sendo integrada ao cenário internacional, portanto deve passar a integrar seus organismos.

Quando o nosso ministro da Fazenda se conscientizará de que é pago (pelos brasileiros, e não pelos cubanos) para defender os interesses do Brasil e do seu povo, em sua maioria pobre e desassistido? Se toca, ministro Mantega!!!

quarta-feira, 22 de abril de 2009

O QUE ACONTECEU COM A HUMANIDADE? (Para meditação)

O QUE ACONTECEU COM A HUMANIDADE?

O mundo parece estar virado de pernas pro ar. O comportamento do homem mudou por completo, fugindo de forma radical dos ensinamentos bíblicos. Isto porque Deus manda que amemos uns aos outros e que devemos nos alegrar com a felicidade dos nossos semelhantes e nos entristecer com os seus insucessos. Mas será que isso acontece nos dias atuais?

Não são poucas as vezes em que nos deparamos com frases espetaculares nos veículos. Até parece que seus proprietários são pessoas sensatas, ao ponto de seguirem à risca aquilo que tentam divulgar. Vejamos frases como estas: “Deus é Fiel”, “100% Jesus”, etc. É aí que perguntamos: o que significa aceitar Deus como um Ser fiel, se nós mesmos teimamos em sermos infiéis? O que significa realmente ser 100% Jesus? Outros vão ao extremo e colocam "Propriedade de Jesus", mas Jesus não tem lugar nem no porta-malas. Cuidado com a hipocrisia!!!

Vamos rememorar alguns conselhos de Jesus, na tentativa de colocar-nos numa posição de destaque diante dEle. Essas palavras do Filho de Deus foram tiradas do livro de Mateus, justamente naquele momento em que Jesus fazia o famoso “Sermão da Montanha”, dirigindo-se a todos ali presentes e que se estende até os nossos dias.

• “Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não mate. Quem matar será julgado.’ Mas eu lhes digo que qualquer um que ficar com raiva do seu irmão será julgado. Quem disser ao seu irmão: ‘você não vale nada’ será julgado pelo tribunal. E quem chamar o seu irmão de idiota estará em perigo de ir para o fogo do inferno. Portanto, se você oferecendo no altar a sua oferta a Deus e lembrar que o seu irmão tem alguma queixa de você, deixe a sua oferta ali na frente do altar, e vá logo fazer as pazes com o seu irmão. Depois volte e ofereça a sua oferta a Deus.” (Cap. 5, vers. 21-24)

• “Vocês ouviram o que foi dito ‘Olho por olho, dente por dente.’ Mas eu lhes digo: não se vinguem dos que fazem mal a vocês. Se alguém lhe der um tapa na cara, vire o outro lado para ele bater também. Se alguém processar você para tomar a sua túnica, deixe que leve também a capa. Se um dos soldados estrangeiros forçá-lo a carregar uma carga um quilômetro, carregue-a dois quilômetros. Se alguém lhe pedir alguma coisa dê, e, se alguém lhe pedir emprestado, empreste.” (Cap. 5, vers. 38-42)

• “Vocês ouviram o que foi dito: ‘ame os seus amigos e odeiem os seus inimigos.’ Mas eu lhes digo: amem os seus inimigos e orem pelos que perseguem vocês, para que vocês se tornem filhos do Pai de vocês, que está no céu. Porque ele faz com que o sol brilhe sobre os bons e sobre os maus e dá chuvas tanto para os que fazem o bem como para os que fazem o mal. Se vocês amam somente aqueles que os amam, por que esperam que Deus lhes dê alguma recompensa? Até os cobradores de impostos amam as pessoas que os amam! Se vocês falam somente com os seus amigos, o que é que estão de mais? Até os pagãos fazem isso! Portanto, sejam perfeitos assim como é perfeito o Pai de vocês, que está no céu.” (Cap. 5, vers. 43-48)

Os noticiários dos jornais e da televisão, principalmente, divulgam fatos que não condizem com os ensinamentos de Deus. Pais matam filhos, filhos matam pais, irmãos matam irmãos e a violência segue a passos largos por este mundo a fora. Assaltos, seqüestros, tudo faz parte deste amaranhado de atos de vandalismo que amedronta os cidadãos de bem. Menores de 12 anos manejam armas de fogo como se fossem verdadeiros profissionais. As leis dos homens enfraqueceram os governantes, que se acham impotentes para coibir tudo aquilo que de ruim acontece, deixando em pânico a população.

Diante de tudo isso, ficamos a perguntar: O QUE ACONTECEU COM A HUMANIDADE? No meio de tudo isso, encontramos pessoas que se dizem religiosas, andam com cara de cordeiro, mas têm dentro de si um coração de lobo devorador. São perversas e estão prontas para o primeiro golpe, se necessário, contra o seu próximo. Pessoas que estimulam a revolta e instigam o ódio contra seus semelhantes, justificando estarem agindo dentro da lei. Mas a palavra de Deus não vê as soluções de problemas desta forma. Ela manda que perdoemos. Mas o homem tem aversão ao perdão. O ódio que ele guarda dentro de si não permite que ele se aproxime de Deus.

Infelizmente, a ganância pelo poder e pelo dinheiro, a avareza, a vontade desenfreada de se tornar líder a qualquer custo, conduz o homem a um estágio de angústia, de desilusão, de frustração e, na pior das hipóteses, até ao suicídio. É o resultado do homem que se encontra distante de Deus, por não conhecer a Sua vontade, ou por não querer aceitá-La de forma humilde como ela é. O mundo está num caos profundo justamente pela desobediência humana. Assim aconteceu no início, quando Adão e Eva desobedeceram a Deus. Assim está acontecendo agora, quando o homem insiste em ser desobediente.

Cada vez que agimos assim, entristecemos o nosso Deus. Foi num momento assim que, vendo-se entristecido, Deus arrependeu-se de ter criado o homem e mandou o dilúvio destruidor. Hoje, Ele age de forma quase que semelhante. O dilúvio do tempo de Noé, hoje está transformado em terremotos, enchentes, desabamentos, além de doenças como câncer, aides, etc. Desobediente, o homem se transforma em verdadeiros animais irracionais, verdadeiras feras indomáveis, colocando em pânico aqueles que procuram viver como verdadeiros seres humanos.

Deus prega o amor, o perdão, a compreensão entre os homens, a paz entre as nações. O amor que Deus deixou é o amor recíproco. O perdão é aquele que nos faz esquecer o mal que alguém nos causou. A compreensão é uma forma de vivermos bem uns com os outros, respeitando seus direitos e suas preferências. A paz verdadeira é aquela que nos leva a abraçar uns aos outros de forma amigável e cordial, sabendo conviver com os costumes dos outros. Tudo isso sem fingimento, sem demagogia, sem hipocrisia. Talvez você esteja dizendo que isso não passa de uma utopia, uma ilusão de alguém que não tem o que fazer. Pode até ser isso mesmo, mas é uma verdade bíblica, que não mudará pela simples vontade do homem, nem pelo que pensam os pessimistas.

O QUE ACONTECEU COM A HUMANIDADE? Em que situação está você? Sente-se uma pessoa conivente com tudo o que está acontecendo? Está preocupado com o futuro do seu filho, do seu neto, do seu país ou segue os insensatos? Está disposto a ser uma “gota d’água” na luta para tornar o mundo mais civilizado, ou prefere cruzar os braços como fazem os covardes? Você se acha realizado como cidadão, ou está entre aqueles que sonham com um mundo mais promissor, onde a paz seja a palavra de ordem e a obediência a Deus uma obrigação para todos?

O seu caráter depende da sua resposta. Na verdade, de nada adianta dizermos que DEUS É FIEL, se continuamos sendo infiéis a Ele, por não seguirmos os seus conselhos. De nada adianta dizermos que somos 100% JESUS, quando, na verdade, trilhamos por caminhos tortuosos, desagradando ao Filho de Deus. Ser 100% JESUS é uma responsabilidade sem limite: é abdicar do amor pelos bens materiais, muitas vezes colocados como primícias em nossas vidas. O inverso disso é hipocrisia e Deus abomina os hipócritas.

Tem muita gente tentando enganar a Deus, sem saber que Ele é onisciente, onipresente e onipotente. Isso significa dizer que, sendo onisciente, Ele sabe de tudo, antes mesmo de falarmos ou pensarmos. Sendo onipresente, Ele está presente em todos os lugares, ou seja, não adianta fazer as coisas às escondidas, pois Ele vê tudo. Sendo onipotente, ele pode tudo: destruir em frações de segundo qualquer estrutura construída pelo homem; acabar com este universo em menos de um minuto; curar enfermos; ressuscitar mortos; mudar as estruturas e as posições dos planetas num abrir e fechar de olhos.

Há pessoas que chegam ao ridículo de tentar negociar a Salvação Eterna com Deus, através de caridades e outras ações benéficas. Mas a Palavra de Deus nos diz que “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie.” Explicação mais clara é impossível e não adianta questionar com Deus. O que Ele fez está feito; o que Ele diz está dito. Homem algum, por mais diploma que tiver, por mais intelectual que pareça ser, por mais estudioso e por laureado, jamais mudará o que Deus determinou. Mesmo porque, o homem está muito abaixo de Deus e, diante dEle não é nada.

Há quem diga que o mundo está assim, totalmente descontrolado, porque o homem, desobedecendo os princípios bíblicos, procura estar acima da vontade de Deus, com suas invenções mirabolantes e suas idéias absurdas de grandeza. Quando o homem se mostrava mais temente a Deus as coisas fluíam de forma diferente e os castigos eram bem mais brandos. Verdade ou não, vale a pena meditar um pouco sobre isso. A humanidade precisa, mais do que nunca, se aproximar mais de Deus e se afastar das idolatrias frívolas, que leva à perdição eterna.

Finalizo, deixando estas ordens de Deus, logo no início dos tempos: “Eu sou o Senhor teu Deus que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás, porque eu sou o Senhor teu Deus, um Deus zeloso, que visito a maldade dos pais nos filhos até à terceira e quarta gerações naqueles que me aborrecem.” (Êxodo 20:2-5)

Será que Deus não está aborrecido com a desobediência dos idólatras? Espero que você não seja um dos culpados por tudo o que está acontecendo! Espero que você adore somente ao Deus vivo e que não seja mais um daqueles que se curvam diante de deuses de pedra, de madeira, de gesso, de bronze para prestar-lhes cultos e adorar-lhes com cânticos que deveriam ser oferecidos ao Deus vivo. Atente para isso e tenha a sua consciência limpa, certo de que o seu Deus é o Deus vivo, criador da terra e do céu! Que Ele te abençoe!

segunda-feira, 13 de abril de 2009

DEUS EXISTE.

CÉREBRO HUMANO. ALGO EXTRAORDINÁRIO!
Uma explosão atômica seria capaz de criar um cérebro capaz de administrar e coordenar todos os anseios de um corpo humano? Que respondam os desafiadores de Deus!

DEUS EXISTE

Duvidar da existência de Deus é, antes de tudo, duvidar de sua própria existência. Os homens, numa louca tentativa de tornar-se imortalizados, não medem esforços para contrariar a verdade sobre este Deus extraordinário, Criador dos céus e da Terra.

Levadas por ensinamentos fúteis e ideologias mesquinhas, muitas pessoas decidem por acompanhar os cientistas que, numa loucura desenfreada, passam a propagar a idéia de que este imenso Universo fora resultado de uma “explosão atômica”. Pobres coitados!

Mas de uma coisa estamos convictos: por mais que os loucos da ciência tentem mudar os rumos da história, Deus continua vivo. E esta certeza nos é mostrada pelo próprio Deus nas chuvas, no brilhar das estrelas, na luz do sol e da lua, na beleza dos oceanos, na fauna e na flora, nos abalos císmicos, nos terremotos e maremotos, afinal, em tudo que a Natureza se manifesta.

Partindo para uma realidade bíblica, chegamos aos milagres acontecidos no Egito, antes, durante e depois da saída do povo israelita da escravidão de Faraó. Nosso Deus é de uma sapiência ímpar e de um poder incomparável. Para que não restassem quaisquer dúvidas quanto a veracidade dos fatos, Deus permitiu que no meio do seu povo estivessem também pessoas incrédulas. Essas pessoas sentiram de perto os milagres operados por Deus, inclusive o da abertura do mar para que todos passassem em terra seca.

Na verdade, se ali estivessem apenas os escolhidos por Deus, os historiadores teriam motivos para afirmaram que as testemunhas eram pessoas “orientadas” por Moisés para confirmarem algo que não acontecera e, desta forma, tudo que passaria a ser motivo de conflitos de opiniões. Um “prato cheio” para os ateístas.

Vamos pensar nos resultados de uma explosão atômica. Seria ela capaz de criar o homem com um cérebro tão perfeito, ao ponto de levar este ser a inventar o avião, o telefone, a rádio, o automóvel, o computador? Que explosão inteligente!!!

Certamente, esta explosão não seria comparada àquelas que destroem cidades, ceifam vidas e colocam em pânico uma geração inteira! Seria, portanto, uma explosão capaz de construir um aparelho que conduzisse o homem ao espaço, conquistando os cosmos? Que explosão extraordinária!!! Que coisa espetacular!!!

Até quando esses loucos cientistas estarão medindo forças com o nosso Deus? Até quando pessoas ingênuas continuarão acreditando mais nesses criadores de estórias fantasiosas do que no verdadeiro Criador do Universo? Até onde vai a paciência de Deus diante de tantos absurdos e de tanta incredulidade? Graças a Deus, eu tenho plena convicção de que tudo isso chegará ao fim um dia e de que meu Deus Onisciente, Onipresente e Onipotente continuará vivo para sempre, independente da vontade do homem. Sim, porque por mais que o homem tente, Deus continuará sendo o Todo Poderoso e só a Ele renderemos louvores e toda a nossa devoção. Só a Ele daremos graças.

Independente da vontade dos cientistas, a história da humanidade começa assim: “No princípio, criou Deus os céus e a terra. A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas. Disse Deus: Haja luz; e houve luz. E viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas. Chamou Deus à luz Dia e às trevas Noite. Houve tarde e manhã, o primeiro dia. E disse Deus: Haja firmamento no meio das águas e separação entre águas e águas. Fez, pois, Deus o firmamento e separação entre as águas debaixo do firmamento e as águas sobre o firmamento. E assim se fez. E chamou Deus ao firmamento Céus. Houve tarde e manhã, o segundo dia. Disse também Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num só lugar, e apareça a porção seca. E assim se fez. À porção seca chamou Deus Terra e ao ajuntamento das águas, Mares. E viu Deus que isso era bom. E disse: Produza a terra relva, ervas que dêem semente e árvores frutíferas que dêem frutos segundo a sua espécie, cuja semente esteja nele, sobre a terra. E assim se fez” (Gêneses 1:1-11).

Até aqui, não vimos nenhuma participação humana. Nenhuma participação de cientistas ou coisas parecidas. Só a incontestável, maravilhosa e perfeita participação Divina. E vamos mais além: “A terra, pois, produziu relva, ervas que davam semente segundo a sua espécie e árvores que davam fruto, cuja semente estava nele, conforme a sua espécie. E viu Deus que isso era bom. Houve tarde e manhã, o terceiro dia. Disse também Deus: Haja luzeiros no firmamento dos céus, para fazerem separação entre o dia e a noite: e sejam eles para sinais, para estações, para dias e anos. E sejam para luzeiros no firmamento dos céus, para alumiar a terra. E assim se fez. Fez Deus os dois grandes luzeiros: o maior para governar o dia, e o menor para governar a noite; e fez também as estrelas. E os colocou no firmamento dos céus para alumiarem a terra, para governarem o dia e a noite e fazerem separação entre a luz e as trevas. E viu Deus que isso era bom. Houve tarde e manhã, o quarto dia” (Gênesis 1:12-19).

Interessante é que, ao longo desse relato, notamos que Deus ficava satisfeito diante de tudo que ia criando. Ele achava bom. Mas os relatos continuam: “Disse também Deus: Povoem-se as águas de enxames de seres viventes; e voem as aves sobre a terra, sob o firmamento dos céus. Criou, pois, Deus os grandes animais marinhos e todos os seres viventes que rastejam, os quais povoaram as águas, segundo as suas espécies; e todas as aves, segundo as suas espécies. E viu Deus que isso era bom. E Deus os abençoou, dizendo: Sede fecundos, multiplicai-vos e enchei as águas dos mares; e, na terra, se multipliquem as aves. Houve tarde e manhã, o quinto dia. Disse também Deus: Produza a terra seres viventes, conforme a sua espécie: animais domésticos, répteis e animais selváticos, segundo a sua espécie. E assim se fez. E fez Deus os animais selváticos, segundo a sua espécie, e os animais domésticos, conforme a sua espécie, e todos os répteis da terra, conforme a sua espécie. E viu Deus que isso era bom” (Gênesis 1:20-25).

Mais uma pergunta aos cientistas: que explosão seria capaz de fazer tudo isso? Bem, não vamos questionar com os não-espirituais! Mas sigamos, agora com esta incrível criação Divina: “Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra. Criou Deus, pois, o homem à sua imagem e à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra” (Gênesis 1:26-28).

Infelizmente (ou felizmente), entre os homens que Deus criou, surgiram aqueles que, achando-se extraordinariamente sábios e capazes de tudo, passaram a desafiar esse Deus que, revoltado com o comportamento humano, fez vir um dilúvio arrasador sobre a terra, destruindo tudo aquilo que nela havia, preservando apenas as vidas de Noé, um homem temente a Deus, e sua família. Mas, mesmo assim, outros loucos surgiram a espera de uma nova reação Divina, que se faz notar através das catástrofes que acontecem quase que diariamente, deixando a humanidade em estado de pânico.

Se alguém acha que Deus não existe, então que prove a Sua inexistência, apresentando fatos concretos que comprovem o seu ponto de vista, sem se valer do “eu acho” ou do “eu penso”. Na verdade, Deus permite que esses homens ajam desta forma e que eles existam. Só assim, Ele pode saber quem, realmente, está com Ele e contra Ele. É o grande desafio para provarmos a nossa crença, a nossa confiança, a nossa fé nesse Deus vivo. É, acima de tudo uma guerra contra as potestades.

Sinto-me feliz em dizer: DEUS EXISTE, DE VERDADE. E NELE DEPOSITO TODA A MINHA CONFIANÇA. (Adalberto Claudino Pereira)

sábado, 11 de abril de 2009

POR QUE SOU VASCAINO?




POR QUE SOU VASCAINO?

“SER VASCAÍNO É, ACIMA DE TUDO, UMA QUESTÃO DE INTELIGÊNCIA E SABEDORIA!”
(Adalberto Claudino Pereira)

1898 - A FUNDAÇÃO

O século XIX estava com os dias contados.
Prudente de Morais, o terceiro presidente de nossa República, encerrava o seu mandato. O Rio de Janeiro, Distrito Federal, com pouco mais de 500 mil habitantes, era o lugar preferido de jovens que participavam de saraus e recitavam poesias. Nesse ambiente cultural, o remo era um dos únicos esportes com algum destaque na cidade. Aos domingos, uma pequena e educada multidão se agrupava nos arredores do Passeio Público e da Rua Santa Luzia para ver, nas águas limpas da Baía de Guanabara, competições entre os barcos de clubes e seus remadores.

Nessa época, quatro jovens - Henrique Ferreira Monteiro, Luís Antônio Rodrigues, José Alexandre d `Avelar Rodrigues e Manuel Teixeira de Souza Júnior - , cansados de viajar a Niterói para remar com barcos do Club Gragoatá, decidiram fundar uma agremiação de remo.

Depois de uma reunião na casa de um deles, à Rua Teófilo Ottoni 90, o número de interessados aumentou, e os encontros foram transferidos para o Clube Recreativo Arcas Comercial (Rua São Pedro). A idéia era conseguir a adesão de caixeiros portugueses, que gostavam de esportes e não tinham dinheiro para o ciclismo, em voga na época.

Chegara a hora da fundação. Com 62 sócios assinando presença, no dia 21 de agosto de 1898, no Clube Dramático Filhos de Talma (Rua da Saúde, 293) nascia um gigante chamado Club de Regatas Vasco da Gama. A reunião foi presidida por Gaspar de Castro, que convidou para secretariá-lo Virgílio Carvalho do Amaral e Henrique Teixeira Alegria.

Minha admiração pelo Clube de Regatas Vasco da Gama começou lá pelos anos 50, quando havia um jogador chamado Ademir Menezes, cujo futebol era bastante elogiado e isso fez com que eu passasse a admirá-lo.

Muito novo, ainda criança, eu não conhecia a história do Vasco, mas em 1959, em Campina Grande, comecei a jogar futebol e justamente no Vasco da Gama do Monte Santo. Meu amor pelo Vasco tomou grandes proporções.

Os anos passaram e eu sempre vascaíno. Foi algo especial que nasceu em mim. Interessante é que, na mesma época em que comecei a admirar o Vasco da Gama, também passei a admirar o Corinthians Paulista, justamente por um jogador chamado Baltazar, conhecido como “cabecinha de ouro”. Era natural as crianças torcerem por um clube impulsionados pela simpatia por determinados jogadores.

Esses dois clubes brasileiros encontraram em mim um grande torcedor. Alguns amigos perguntavam como ficaria eu quando os dois se encontrassem, mas eu sempre respondia que o Vasco da Gama estava em primeiro lugar. É aquele tal negócio de você só saber de quem gosta mais num momento como esse, quando o seu coração fala mais alto. E no meu só havia espaço para o Vasco.

Para minha alegria, passei a ler mais sobre o "Gigante da Colina" e descobri o quanto ele representa para a história do Brasil. Foi aí que vi que nenhum outro clube brasileiro tem uma história tão emocionante e cheia de tanta coragem. Só um clube como o Vasco da Gama tem tanto brilho ao ponto de causar invejas. Sim! Porque ser contra o Clube da Cruz de Malta é, antes de tudo, ser contra a própria história.

Para dar mais ênfase a esta declaração de amor ao meu VASCÃO DA GAMA, orgulho-me ao transcrever o seguinte:

A História gloriosa do Club de Regatas Vasco da Gama está repleta de fatos importantíssimos. Nosso Clube tem escrito uma das mais belas páginas do desporto brasileiro. Tornou-se uma tarefa das mais difíceis escolhermos dentre tantos feitos algum que pudesse vir a ser a abertura da história vascaína. Acabamos por pinçar, em meio a tantos acontecimentos relevantes, o ato praticado pelo Dr. José Augusto Prestes, Presidente do Vasco em 1924, que não permitiu que o nosso Clube se sujeitasse às coações no sentido de excluir dos seus quadros os atletas negros bem como os de origem humilde. Reproduzimos, a seguir, a carta magistral do nosso então Presidente, um documento com a marca do pioneirismo, independência e, acima de tudo, justiça social, que caracterizam o Club de Regatas Vasco da Gama.

Rio de Janeiro, 7 de Abril de 1924.
Ofício nr. 261

Exmo. Sr. Dr. Arnaldo Guinle
M.D. Presidente da Associação Metropolitana de Esportes Atléticos

As resoluções divulgadas hoje pela imprensa, tomadas em reunião de ontem pelos altos poderes da Associação a que V.Exa tão dignamente preside, colocam o Club de Regatas Vasco da Gama numa tal situação de inferioridade, que absolutamente não pode ser justificada nem pela deficiência do nosso campo, nem pela simplicidade da nossa sede, nem pela condição modesta de grande número dos nossos associados.
Os privilégios concedidos aos cinco clubes fundadores da AMEA e a forma por que será exercido o direito de discussão e voto, e feitas as futuras classificações, obrigam-nos a lavrar o nosso protesto contra as citadas resoluções.
Quanto à condição de eliminarmos doze (12) dos nossos jogadores das nossas equipes, resolve por unanimidade a diretoria do Club de Regatas Vasco da Gama não a dever aceitar, por não se conformar com o processo por que foi feita a investigação das posições sociais desses nossos consócios, investigações levadas a um tribunal onde não tiveram nem representação nem defesa.
Estamos certos que V.Exa. será o primeiro a reconhecer que seria um ato pouco digno da nossa parte sacrificar ao desejo de filiar-se à AMEA alguns dos que lutaram para que tivéssemos entre outras vitórias a do campeonato de futebol da cidade do Rio de Janeiro de 1923.
São esses doze jogadores jovens, quase todos brasileiros, no começo de sua carreira e o ato público que os pode macular nunca será praticado com a solidariedade dos que dirigem a casa que os acolheu, nem sob o pavilhão que eles, com tanta galhardia, cobriram de glórias.
Nestes termos, sentimos ter que comunicar a V.Exa. que desistimos de fazer parte da AMEA.
Queira V.Exa. aceitar os protestos de consideração e estima de quem tem a honra de se subscrever, de V.Exa. At. Vnr. Obrigado

(a) Dr. José Augusto Prestes
Presidente

Os vascaínos elegeram o primeiro presidente não-branco da história dos clubes esportivos em atividade no Rio. Numa época em que o racismo dominava o esporte, Cândido José de Araújo, um mulato que não dispensava a elegância de um cravo branco na lapela, fez uma gestão exemplar, apresentando o Vasco como um clube aberto e sem preconceitos.

Assim, o Clube de Regatas Vasco da Gama, demonstrando ser uma agremiação voltada para o sentimento de cidadania, não se deixou levar pelas ameaças da entidade maior do futebol carioca (AMEA). Não se acovardou, a exemplo de outras equipes que “negociaram” seu caráter, para satisfazer os cartolas” cariocas.

Lutar em favor dos jogadores pobres e negros foi uma iniciativa corajosa e mais que isso: humana. Fatos como este engrandece um clube que, como retribuição a sua idoneidade e a sua ética esportiva, foi perseguido pelos seus adversários e pela própria imprensa.

Quem não se orgulha em torcer por um clube de tamanha envergadura moral? Quem não se orgulha em torcer por um clube que tem a bandeira mais bonita do Brasil e o um símbolo histórico como o Vasco da Gama?

Eu não seria tão feliz sendo torcedor de outros clubes, cujas histórias não apresentam motivos honrosos para servirem como opções, a não ser inspirações fúteis em outros clubes estrangeiros.

O Clube de Regatas Vasco da Gama já nasceu com um nome histórico. Já traz do berço o sabor da honra e da glória. Diante de tudo isso, eu costumo dizer que SER VASCAINO É, ACIMA DE TUDO, UMA QUESTÃO DE INTELIGÊNCIA E SABEDORIA.

Mas a história do Clube de Regatas Vasco da Gama não para por aí. O Estádio de São Januário, palco de importantes acontecimentos político-sociais, passou a ser chamado de “A COLINA HISTÓRICA”. Foi nele que o então presidente Getúlio Vargas fez uma dos seus mais históricos pronunciamentos.

1948 - VASCO CONQUISTA PRIMEIRO TÍTULO INTERNACIONAL PARA O BRASIL

Com a volta de Ademir ao time, um título muito especial estava reservado para o ano de 1948. O Vasco, como campeão do Distrito Federal de 1947, foi convidado pelo Colo Colo para disputar o Torneio dos Campeões Sul-Amaericanos, no Chile. Jogando contra grandes times de sete países do continente, em turno único, todos contra todos e contando pontos corridos, os cruzmaltinos não deram chances aos adversários e trouxeram o caneco para casa de forma invicta.

A conquista começou a ser desenhada na segunda partida, em que o Vasco aplicou um irreparável 4x0 no temido Nacional, do Uruguai, do artilheiro Atílio Garcia. Pintou em cores vivas quando a equipe de São Januário arrancou um empate em 1x1 com o time da casa. E virou realidade no heróico 0x0 contra o River Plate de Di Stéfano que marcara 27 gols no campeonato argentino daquele ano. Nesse jogo, que entrou para a história do Vasco, Barbosa pegou um pênalti e o árbitro anulou um gol do Vasco.

Esta conquista representou o primeiro título internacional do futebol brasileiro, seja de clube ou seleções, o que reforça o pioneirismo do Clube de São Januário.

Acho que este resumido histórico é suficiente para mostrar aos “inimigos” do Vasco os motivos pelos quais este é o clube do meu coração. O ódio, a raiva, a ira, o despeito dos adversários nunca serão suficientes para remover de mim este amor de mais de 50 anos. Abomino quaisquer comentários que partam dos insignificantes adversários do honrado e corajoso CLUBE DE REGATAS VASCO DA GAMA.

Aliás, o Vasco já está acostumado com as perseguições, desde a sua fundação, por rejeitar qualquer tipo de preconceito contra os favelados e as pessoas de cor. O Vasco é muito grande para resistir aos ataques daqueles que, coniventes com os atos desumanos contra os menos favorecidos, tornam-se pequenos e frágeis para enfraquecê-lo.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

WALDICK SORIANO CANTA AO VIVO

video

CONHECIDO COMO O "FRANK SINATRA DO NORDESTE", WALDICK SORIANO FOI, EM VIDA, UM DOS MAIS SOLICITADOS CANTORES DAS MÚSICAS ROMÂNTICAS. GRANDE INTÉRPRETE, ELE SE APRESENTOU EM QUASE TODAS AS CIDADES BRASILEIRAS, ARRANCANDO OS MAIS CALOROSOS APLAUSOS. SUA MORTE DEIXOU UMA LACUNA NO MUNDO MUSICAL. VAMOS OUVÍ-LO EM UMA DE SUAS GRANDEES INTERPRETAÇÕES!

VAMOS CONHECER MAIS A FRANÇA!!! LINDAS IMAGENS.

video

VIAJAR PELA FRANÇA É ALGO EXTRAORDINÁRIO! VIAJAR PELA FRANÇA É UM DESEJO DE TODOS. E AQUELES QUE JÁ USUFRUIRAM DESTE PRAZER, COM CERTEZA SENTEM O DESEJO DE VOLTAR. PARIS, A CIDADE LUZ, COM SUA TORRE EIFFEL, UM LINDO E ATRAENTE CARTÃO POSTAL, RECEBE TURISTAS DE TODAS AS PARTES DO MUNDO. SE VOCÊ JÁ CONHECE PARIS, COM CERTEZA SENTIR-SE-Á FELIZ EM REVÊ-LA. SE AINDA NÃO A CONHECE, SINTA-SE À VONTADE!

terça-feira, 7 de abril de 2009

PRA SER SÓ MINHA MULHER - ROBERTO CARLOS

video

COMPOSTA POR ELE MESMO, ROBERTO CARLOS FAZ EM "PRA SER SÓ MINHA MULHER" UMA DE SUAS MAIS ROMÂNTICAS E APAIXONADAS INTERPRETAÇÕES. ESTA É MAIS DO QUE UMA DECLARAÇÃO DE AMOR. OUÇA E SINTA A MENSAGEM DO "REI"!

ROBERTO CARLOS INTERPRETA "DETALHES" - VAMOS OUVI-LO!!!

video

"DETALHES" É UMA DAS MÚSICAS MAIS BELAS CANTADA POR ROBERTO CARLOS. SUA LETRA É O SÍMBOLO DO ROMÂNTICO QUE TODOS GOSTAM DE OUVIR. SUCESSO ABSOLUTO, PASSOU A SER OBRIGATÓRIO EM TODAS AS SUAS APRESENTAÇÕES.

segunda-feira, 6 de abril de 2009

VÍDEO COM IMAGENS DA FRANÇA - 02

video
Este vídeo também nos mostra um pouco da França, também narrado na própria língua francesa.
OS VÍDEOS AQUI APRESENTADOS FAZEM PARTE E PODEM SER VISTOS INTEGRALMENTE NO "CURSO DE LÍNGUAS" -EXPRESS - EM DVD. O CURSO É BASTANTE INTERESSANTE E DEVE SER ADQUIRIDO NAS GRANDES LIVRARIAS. VALE A PENA TÊ-LO EM CASA.

VÍDEO COM IMAGENS DA FRANÇA - 01

video
Este vídeo é próprio para as pessoas que desejam conhecer melhor alguns pontos da França, narrados na própria língua francesa.

UMA DITADURA DEMOCRÁTICA




ATENÇÃO! SE NÃO TIVER CORAGEM DE ENCARAR A REALIDADE E DE FICAR FRENTE A FRENTE COM A VERDADE, NÃO LEIA!

O título até parece meio (ou todo) confuso. Uma ditadura democrática está mais para um antagonismo do que para outra coisa qualquer. Mas, apesar de tudo, será interessante ler esta loucura de matéria, que eu não chamaria de jornalística. Mesmo porque o nosso jornalismo atual, com todo o respeito aos grandes profissionais, se acovarda diante da realidade que precisa ser mostrada.

Mas antes de chegarmos ao texto propriamente dito, vale a pena fazer alguns registros interessantes. Trata-se de alguns Sistemas de Governo, para que vocês possam analisar cuidadosamente cada um deles e, no final, decidir por si mesmos em qual deles estamos inseridos. Vamos começar!!!

ABSOLUTISMO: Trata-se do poder absoluto do chefe, sem limitações e fiscalizações. Nele, o poder do governo é absoluto.

ANARQUISMO: É uma forma de governo onde a harmonia é mantida pelo acordo voluntário entre os indivíduos e os grupos.

ARISTOCRACIA: Nela, o poder pertence exclusivamente a uma classe restrita, privilegiada e hereditária.

CIVILISMO: Este se opõe ao excesso de influência dos eclesiásticos e, principalmente, dos militares na política.

CORONELISMO: Trata-se da influência dos coronéis na vida política do país.

CORPORATIVISMO: Neste sistema de governo, a base do Estado é constituída por corporações profissionais. É que podemos chamar de “fascismo italiano”.

DEMOCRACIA: É o governo exercido pelo povo e não apenas por um homem, uma família, uma classe ou um grupo restrito de indivíduo.

DESPOTISMO: É o poder exercido por um homem, cujo arbítrio não tem limites além de sua própria vontade.

DIREITA: Este sistema se opõe às reformas sociais, com medidas severas, com regime de exceção.

DITADURA: É o governo discricionário de um só homem e, por extensão, de uma só classe ou de um só partido. No Brasil já tivemos a DITADURA CIVIL e a DITADURA MILITAR.

DATADURA DPO PROLETARIADO: É o governo revolucionário da classe operária, a fim de aliminar as demais classes da sociedade, para estabelecer uma sociedade sem classe e sem governo. Foi criada por Karl Marx e Friedrich, no século XIX.

FASCISMO: Movimento chefiado por Benito Mussolini. O fascismo não crê, nem na possibilidade, nem na utilidade de uma paz perpétua. Para ele, só a guerra leva no máximo de tensão todas as energias humanas e marca com um sinal de nobreza os povos que têm a coragem de afrontá-la. No Brasil, é conhecida como INTEGRALISMO.

GOLPISMO: Trata-se de uma mudança violenta da Constituição ou forma de governo, feita à revelia do povo. É um ato de violência praticados pelos próprios detentores do poder, para nele se manter arbitrariamente, violando as leis que se obrigam a obedecer.

GOROLISMO: Lança mão da ameaça do emprego da força ou da própria violência, impedindo que as massas populares vejam satisfeitas suas reivindicações políticas e sociais. Este sistema surgiu na Argentina.

MONARQUIA: Neste sistema de governo, o poder pertence a um só. A vontade do soberano não tem limites. Esta é a MONARQUIA ABSOLUTA. Nas Monarquias Constitucionais, como é o caso da Inglaterra, o rei reina, mas não governa.

OLIGARQUIA: É o governo de poucas pessoas em benefício de uma minoria reduzida, em detrimento da maioria.

PARLAMENTARISMO: Nele, os Ministros de Estado são responsáveis perante o Parlamento. Seu programa tem de ser aprovado pelo Parlamento, para que eles possam manter-se no governo. O PARLAMENTARISMO surgiu na Inglaterra.

PELEGUISMO: Os pelegos se valem do prestígio adquirido em atividades sindicais para tirar proveito próprio, geralmente sob forma política elegem-se deputados, governadores, assumem empregos, etc. São elementos inescrupulosos, verdadeiros parasitas.

PLUTOCRACIA: É o governo exercido em benefício apenas da classe rica. Nele, o poder do dinheiro impera. Na prática, assemelha-se à oligarquia.

SOCIALISMO: Para os socialistas, todos os meios de produção devem estar nas mãos do Estado e os trabalhadores devem ser pagos conforme o trabalho produzido.

COMUNISMO: Para os comunistas todos os meios de produção devem estar socializados. A eficiência da produtividade atingiu tal grau, que os trabalhadores podem ser remunerados, não de acordo com o que produzem, mas de acordo com suas necessidades. Defendem a eliminação do Estado.

UMA DITADURA DEMOCRÁTICA

O Brasil é um país estranho, se levarmos em consideração ao sistema de governo. É o único país no mundo onde, dependendo das circunstâncias, podemos conviver com quase todos os sistemas vistos anteriormente. Às vezes estamos no Absolutismo; em outros momentos nos deparamos com a Aristocracia, passamos pelo Coronelismo, pelo Corporativismo, pelo Despotismo, etc., etc., etc.

Não nos constrangemos ao dizer que há momentos em que pensamos estar numa verdadeira Ditadura Civil. E quantas vezes já ficamos diante do Golpismo, do Gorolismo, da Oligarquia, do Peleguismo, da Plutocracia, etc. Infelizmente, o único sistema de governo que se distancia do nosso país é a DEMOCRACIA.

Por que usei um título tão questionável? Como pode haver coordenação entre os termos DITADURA e DEMOCRACIA? Bem, em primeiro lugar, devemos levar em consideração que estamos mais próximo de uma Ditadura Civil do que mesmo de uma DEMOCRACIA, quando nos vemos diante de negociatas entre os Legislativos e os Executivos.

A certeza disso está no fato de sabermos que, Vereadores e Deputados, além de terem o poder de criarem e promulgarem as leis, municipais (Regimentos Internos), as leis estaduais (Constituições Estaduais) e leis federais (Constituição Nacional), têm como função prioritária e específica de FISCALIZAREM as ações dos respectivos Poderes Executivos.

O que se vê, na realidade, são políticos que não respeitam os seus eleitores, a partir do momento em que passam a fazer conchavos em benefício próprio, traindo a confiança que lhes foi depositada por eleitores que acreditaram em suas promessas de palanque, mas que, na realidade, não estão sendo cumpridas.

Aliás, os políticos não se preocupam muito com isso, uma vez que vivem num país onde 90 milhões de pessoas são analfabetas (14 milhões só de adultos) e se deixam levar por promessas arrogantes de vésperas de eleições. No Brasil, para ser eleitor e decidir os destinos da nação, basta assinar (ou desenhar) o nome e pronto.

Considerando-se este detalhe, o governo criou a BOLSA FAMÍLIA, uma esmola que os ingênuos eleitores recebem como estímulo ao voto. Achando pouco, criou também a chamada RENDA MINHA. Esta é uma esmola para quem quer freqüentar as escolas públicas. Essas fábricas de votos têm por objetivo mostrar ao mundo que o povo brasileiro (os menos esclarecidos, é claro!) vende seu voto por uma miséria de ajuda governamental.

Esperava-se que, com a eleição do ex-torneiro mecânico Luiz Inácio da Silva, as coisas mudassem de rumo e o Brasil chegasse a ser um país onde a moralidade fosse uma tônica governamental. É que os partidários do atual presidente insistiam em dizer que o seu partido, o PT, abominava quaisquer tipos de corrupção.

Conheci o Partido dos Trabalhadores de longas datas. Foi um partido que nasceu no berço da arrogância e da prepotência. Pregava a honestidade e a moralidade administrativa. Criticava todos aqueles que não comungassem com a sua ideologia política e com a sua filosofia discursiva. Agredia com verbos pesados todos os demais partidos que, segundo o PT, eram corruptos e indignos da confiança popular.

Mas a minha desconfiança no Partido dos Trabalhadores nasceu a partir do momento em que ele criticava a Ditadura Militar, ao mesmo tempo em que tecia grandes e rasgados elogios ao regime adotado pelo ditador Fidel Castro, uma das piores ditaduras da política internacional. Aliás, sem esconder de ninguém, o Lula sempre foi um admirador do ditador cubano, de quem é amigo particular.

Esta desconfiança tomou grandes proporções depois do maior escândalo da política brasileira através do famigerado MENSALÃO, patrocinado pelos líderes petistas. Mas a maior decepção foi a declaração do presidente Lula, de que desconhecia por completo a existência deste fato. Uma declaração desconcertante que, para os inteligentes (não para os 90 milhões de analfabetos), comprovaria a falta de sinceridade de um homem público.

Lembro-me muito bem de uma promessa do então candidato à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva. E como eu sou bom de memória (o que milhões não são), vou rememorar. O candidato do PT disse que, se eleito, todas as semanas estaria se reunindo com seus ministros para tomar ciência do que estava acontecendo em seus respectivos Ministérios. Infelizmente, o nosso presidente cuspiu para cima e se esqueceu de sair de baixo.

Dizer que não sabia da existência do MENSALÃO foi, no meu ponto de vista, assinar um atestado de incompetência ou de despreparo moral para tomar as providências necessárias para fazer cumprir uma ideologia pregada há anos. Mas para 90 milhões de analfabetos, isso não tem valor algum. Para eles, tanto faz como tanto fez. Contanto que as esmolas cheguem até eles.

Minhas decepções não pararam por aí. Ver o PT abraçado com os partidos a quem “massacrou” ao longo dos anos com expressões egoístas, maldosas e maliciosas, muitas delas até impróprias para serem citadas aqui, foi motivo de perplexidade. Os mais bombardeados foram o PMDB e o PFL.

Foram três campanhas sentindo o amargor da derrota, muitas delas humilhantes. Mas o PT queria o poder a qualquer custo. Era uma questão de honra. Para isso, fugiu dos seus princípios hereditários. Perdeu a vergonha, descaracterizou-se, baixou a cabeça, colocou o “rabo entre as pernas” e se juntou aos seus piores inimigos políticos.

Talvez tenha usado aquele pensamento maquiavélico de que “para chegar ao poder faz-se pacto até com o Diabo!” Aliás, para o Partido dos Trabalhadores, PMDB, PFL, PDT e PTB, eram as piores espécies da política nacional. Eram a “lama”, a “podridão” da política brasileira. Vê-los juntos agora é mais do que estranho. Ou mais que isso: é o reflexo da pouca vergonha dos nossos políticos.

Numa DITADURA DEMOCRÁTICA tudo pode acontecer. Deputados Federais e Senadores são comprados por cargos que elevam seus status nesta sociedade alternativa. Assim, eles vão mostrando cinicamente que o caráter dos nossos representantes na política nacional não tem valor algum.

Ter vergonha, ser honesto com sua própria consciência, ter respeito ao próximo e preservar o sentimento de verdadeiro cidadão, são qualidades que a ganância roubou de quem deveria defender os interesses populares.

Eu estudava na Faculdade de Formação de Professores, onde conheci o jovem Expedito, um petista convicto que, ao encontrar-se com alguém que se dizia contrário à ideologia de seu partido, fazia questão de afirmar: “Um dia nós estaremos no poder e vamos mostrar como se governa com honestidade, valorizando a classe trabalhadora!”. Muitas vezes eu até achava graça. Em outras ocasiões aquilo chegava a me irritar. Era muita arrogância para o meu gosto.

O PT vivia de fantasias. Seus adeptos sonhavam alto. Parece que ainda não tinham atentado para uma realidade. A de que governar de fora é bem diferente de estar lá dentro, diante de problemas, muitos deles difíceis de serem solucionados. Já fui Assessor de Imprensa de uma Prefeitura por sete anos e sei o quanto é problemático governar uma cidade, um estado ou uma nação. O PT ainda não tinha experiência para enfrentar os grandes desafios.

Na primeira vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ouvi um jornalista dizer que o PT havia vencido as eleições presidenciais. Fiquei meio preocupado com a notícia porque um partido que, numa campanha nacional, faz apenas dois governadores, não tem a mínima condição de eleger um presidente. Seria mais justo dizer que dissidentes de vários partidos elegeram um candidato do Partido dos Trabalhadores.

Olho para a Câmara dos Deputados e para o Senado Federal e vejo com tristeza, alguns homens despreparados para honrar um compromisso assumido com seus partidos e com seus eleitores. Homens que trocam sua moralidade por um cargo efêmero e, ingenuamente ou descaradamente, transformam-se em marionetes, manipulados pelas mãos audaciosas de um governante.

Querem uma verdade? Pois bem, sinto-me envergonhado de ser brasileiro, quando vejo como meus representantes se comportam na Câmara e no Senado. Pessoas irreverentes, desonestas, de consciências falidas, de moral corroída pela incompetência e, finalmente, sem caráter para elevar a voz contra as investidas dos poderosos.

Aqui, DITADURA e DEMOCRACIA caminham de mãos dadas, não deixando critérios para que saibamos em qual sistema estamos inseridos. Olhando por um prisma, sentimos uma ditadura civil dominando através de ações individuais sem a participação efetiva do povo. É o governo fazendo o que bem quer, sem que alguém possa impedir atos contrários aos nossos interesses. Quando procuramos o sistema democrático, só o encontramos em poucos pronunciamentos de alguns senadores, que não conseguiram negociar o seu caráter.

OS CORRUPTOS NO PODER

Os brasileiros vivemos momentos de muita tensão com a informação explosiva de que alguns deputados federais estariam sendo “comprados” por emissários do Palácio do Planalto, para votarem Projetos de interesse exclusivo do Governo Federal. Por esta negociata, cada deputado receberia uma vultuosa soma de 50 mil reais mensalmente (não se sabe por quanto tempo).

Foi algo bombástico quando o deputado federal Roberto Jefferson, do PTB, foi à televisão e, em rede nacional, fez a denúncia. Como o ato de corrupção envolvia altas personalidades ligadas ao Governo, todos (menos os 90 milhões de analfabetos) estavam convicto de que o atual governo chegara ao fim.

Mas quem assim pensou, esqueceu de que estamos no Brasil, um país onde os corruptos são ovacionados e os homens de bem, cassados. Aquela frase pronunciada pelo então candidato Luiz Inácio Lula da Silva “NO MEU PALANQUE CORRUPTO NÃO SOBE. NO MEU GOVERNO CORRUPTO NÃO ENTRA”, não passou de uma fantasia, uma mentira própria de quem quer o poder a qualquer custo. Na verdade, os corruptos já estavam lá (nos palanques), e de lá seguiram para o Palácio do Planalto.

As bombas começaram a explodir. O advogado Rogério Tadeu Buratti, ex-secretário de Antônio Palocci, afirmou que o ministro da Fazenda havia recebido uma propina de 50 mil reais (por mês), quando prefeito em Ribeirão Preto, entre 2001 e 2002, pago pela empreiteira Leão Leão. Essa propina foi transferida para o sucessor dele, Gilberto Maggioni (Reportagem feita por Adriana Matiuzo, do Correio Brasiliense).

O PT entrava numa crise histórica e o então Secretário-Geral do partido, Ricardo Berzoini, jogou a “batata quente” nas mãos de Delúbio Soares e José Genoíno, respectivamente ex-tesoureiro e ex-presidente do PT. Declaração de Berzoini: “Delúbio tem responsabilidade pessoal. Genoino se omitiu no acompanhamento da gestão de maneira adequada e toda a Executiva não cobrou a tempo a responsabilidade”.

E os estupins continuaram acesos, causando uma sequência de explosões. O ex-deputado petista Hélio Bicudo, em entrevista ao Correio Brasiliense, foi taxativo ao declarar: “O presidente Lula sempre soube de tudo porque ele sempre comandou o partido”. Para inflamar mais ainda a “ferida”, ele chegou a afirmar, deferindo-se ao presidente Lula: “Ele é muito autoritário. Ele manda de maneira direta e indireta, mas está sempre por trás”.

A entrevista do ex-deputado Hélio Bicudo foi uma bomba que explodiu na base do PT. O envolvimento de líderes como José Dirceu, José Genoino, João Paulo Cunha, José Mentor, Professor Luizinho, Delúbio Soares, deixava o presidente Lula atônito. Talvez arrependido por não ter ouvido a advertência que lhe fora feita pelo deputado Roberto Jefferson, sobre a existência do MENSALÃO.

Como as coisas estavam pegando fogo, o governo precisava agir imediatamente, se não quisesse ver ruir suas pretensões políticas. Mas o que fazer diante de tanta clareza? Os fatos eram reais e, conforme o adágio popular, “contra os fatos não há argumentos”! Bem, a única saída é CALAR O JEFFERSON. E acabaram calando. O único que deveria ser ovacionado, o deputado do PTB Roberto Jefferson, foi cassado (riam!!!). Pois é!

O Brasil (menos os 90 milhões de analfabetos) esperava ver os corruptos na cadeia. Pelo menos era o mínimo que se poderia esperar, sem se falar na cassação dos políticos envolvidos. Mas, para a surpresa de todos, alguns deles foram reeleitos e voltaram ao poder rindo da cara dos ingênuos brasileiros. Na verdade, eu nunca esperei resultado diferente, assim como outros brasileiros conscientes, de que vivemos num país onde as cadeias são para pessoas que “roubam” uma lata de leite para matar a fome de um filho faminto.

Delúbio Soares admitiu em entrevista, que foi usado o Caixa 2 para eleger o presidente Luiz Inácio da Silva. E sabem no que dá o uso de caixa 2 numa campanha eleitoral? Perguntem ao Ministério Público! E sabem o que aconteceu com o presidente Lula? Ainda querem resposta!!! A verdade é que depois dessa bombástica declaração o Delúbio “baixou o tom da voz”. Coincidência ou não, aquela declaração comprometedora, transformou-se em nove horas de respostas evasivas e irritantes na CPI do Mensalão. O que teria acontecido com o “corajoso” Delúbio?!?!

A DITADURA DEMOCRÁTICA mais uma vez entra em ação. E nem adianta entrar em outros detalhes de atos corruptos que se seguiram ao longo dos anos. Não causaria surpresa alguma afirmar que os 90 milhões de analfabetos, diante de tantas imundícies, chegassem a aplaudir os corruptos. Afinal, eles (os analfabetos) estão sendo preparados para isso. Podemos até chamá-los de ingênuos subservientes. Não há a mínima preocupação dos governos diante da calamidade conhecida como Sistema Educacional Brasileiro. Formar cidadãos inteligentes não é nada legal para quem precisa de mãos desocupadas para aplaudi-los.

Na DITADURA DEMOCRÁTICA os sindicatos se mobilizam para conquistar melhorias salariais e para preparar futuros candidatos a cargos eletivos. Eles se transformaram em fábricas de PELEGOS. Quando vejo os sindicatos transformados em COMITÊS ELEITORAIS, fico a pensar como podem os nossos trabalhadores continuarem cegos diante desta triste realidade. Todas as reivindicações são absurdas, projetadas de forma a não serem atendidas. Assim, eles podem encontrar motivos para externarem a sua ira e lançarem ataques violentos contra seus adversários políticos.

Tenho acompanhado, ao longo dos anos, os movimentos sindicais. No início, eu até participava de passeatas e achava aquilo o máximo. Não passava de uma marionete nas mãos habilidosas de pessoas irresponsáveis. Mas a tempo descobri que, pelo menos na área de educação, nenhum daqueles movimentos tinha como alvo a classe estudantil. As escolas continuavam sem oferecer plenas condições aos milhares de alunos (carteiras quebradas, quadros-negros esburacados, portas quebradas, etc., etc.).

Uma sugestão aos sindicatos dos professores – SINPROs: que tal uma pequena greve para que a Câmara dos Deputados reformule o Sistema Educacional Brasileiro, no sentido de dar aos professores a segurança que eles tanto precisam e merecem, mas que perderam ao longo dos anos, principalmente com a criação de um elemento chamado Estatuto do Menor e do Adolescente?

É lamentável vermos professores agredidos moral e fisicamente por alunos indisciplinados. Não é nada animador saber que o professor perdeu a sua autonomia em sala de aula. Também não nos agrada o fato de vermos docentes inseguros e sem o direito de disciplinar seus alunos. Enquanto tudo isso acontece, os sindicatos, tentando desviar a atenção da sociedade para esta cruel realidade, inventa movimentos grevistas, como se isso fosse algo extraordinário.

E o pior em tudo isso é que numa DITADURA DEMOCRÁTICA, até os professores que deveriam ser pessoas conscientizadas, inteligentes e sábias, ficam aplaudindo uns babacas travestidos de sindicalistas, quando, na realidade, o mais viável seria repudiá-los e exigir deles projetos concretos que viessem resgatar o direito de serem professores de verdade, respeitados em todos os quadrantes da sociedade.

Vocês devem ter notado que, em alguns momentos, eu me referi a 90 milhões de analfabetos. É que, na minha concepção, não basta concluir o ensino fundamental ou o ensino médio, ter uma caligrafia invejável e ler corretamente, para ser alfabetizado. A alfabetização vai muito além. Alfabetizado é o elemento que tem a capacidade de ler, interpretar, criticar e opinar sobre os mais diversos temas.

Ainda não está alfabetizado aquele que se cala diante de um prato de comida, de uma esmola recebida dos governantes. Não está alfabetizado aquele que ainda não se conscientizou de que os “benefícios” recebidos do Estado é resultado de um direito adquirido, dos elevados impostos que ele mesmo pagou como contribuinte.

Não se pode considerar alfabetizada a pessoa que bajula o poder público ao receber uma cesta básica, uma bolsa família, uma renda minha ou outro tipo de esmola que, antes de ajudar o beneficiado, coloca-o na condição de um grande miserável, sem o poder de decidir pela sua própria vontade. É assim que caminha o país da DITADURA DEMOCRÁTICA. Quem pensar o contrário, com certeza está incluso na lista gigantesca dos 90 milhões de analfabetos.

QUEM TERÁ CORAGEM (OU MEDO) DE ENCARAR ESTA REALIDADE?

- Adalberto Claudino Pereira -